Topo

Panamá

  • Athletico CAP
  • Atlético-MG AMG
  • Avaí AVA
  • Bahia BAH
  • Botafogo BOT
  • Ceará CEA
  • Corinthians COR
  • Coritiba CBA
  • Chapecoense CHA
  • Cruzeiro CRU
  • CSA CSA
  • Flamengo FLA
  • Fluminense FLU
  • Fortaleza FOR
  • Goiás GOI
  • Grêmio GRE
  • Internacional INT
  • Palmeiras PAL
  • Santos SAN
  • São Paulo SAO
  • Sport SPO
  • Vasco VAS

Chegamos à Copa com problemas em marcar gols, diz técnico do Panamá

FRANCOIS LENOIR/REUTERS
Imagem: FRANCOIS LENOIR/REUTERS

Do UOL, em São Paulo

2018-06-17T21:45:42

17/06/2018 21h45

O Panamá fará sua estreia em Copas do Mundo nesta segunda-feira (18) diante da Bélgica, adversário que é apontado como uma das grandes forças na competição. Mas não é só isso que preocupa o técnico Hernán Darío Gómez. Em entrevista coletiva neste domingo, o treinador admitiu que a sua seleção chega ao Mundial com um problema: marcar gols.

Simule os classificados e o mata-mata do Mundial
- Neymar S/A: a engrenagem por trás do maior jogador de futebol do Brasil
- De ídolo a homem de negócios, Ronaldo tem tudo a ver com a seleção atual

"Nos tornamos fortes defensivamente. É uma virtude nossa. O Panamá não é um time que irá marcar muitos gols. Nós podemos criar boas chances em alguns jogos, mas não conseguimos marcar. Chegamos à Copa com problemas em marcar gols", disse o técnico, que já esteve presente em outras duas edições de Copa - à frente da Colômbia em 1998 e Equador em 2002.

A afirmação de Hernán Darío Gómez pode ser comprovada nos números. Em cinco amistosos disputados em 2018, a seleção panamenha marcou apenas um gol, na vitória por 1 a 0 sobre Trinidad e Tobago. 

Apesar do retrospecto ofensivo pouco animador, o treinador afirmou que a sua seleção pode surpreender diante da favorita Bélgica.

"É muito claro que eles são favoritos. Mas cada jogo é único e, se nós estivermos em um bom dia, talvez possamos alcançar alguma coisa", acrescentou.

Bélgica e Panamá entram em campo às 12h (horário de Brasília), em Sochi, pelo Grupo G da Copa do Mundo. A chave ainda conta com Inglaterra e Tunísia.

Mais Panamá