Topo

França

  • Athletico CAP
  • Atlético-MG AMG
  • Avaí AVA
  • Bahia BAH
  • Botafogo BOT
  • Ceará CEA
  • Corinthians COR
  • Coritiba CBA
  • Chapecoense CHA
  • Cruzeiro CRU
  • CSA CSA
  • Flamengo FLA
  • Fluminense FLU
  • Fortaleza FOR
  • Goiás GOI
  • Grêmio GRE
  • Internacional INT
  • Palmeiras PAL
  • Santos SAN
  • São Paulo SAO
  • Sport SPO
  • Vasco VAS

Francês admite fingir lesão para ganhar tempo contra Austrália: 'Exagerei'

Do UOL, em São Paulo

18/06/2018 09h26

O zagueiro francês Lucas Hernández admitiu que fingiu estar lesionado para ganhar tempo na vitória apertada por 2 a 1 de sua equipe contra a seleção australiana, no sábado (16). Após o gol que desempatou a partida, ele se jogou no gramado, fazendo cera.

Simule os classificados e o mata-mata do Mundial
- Neymar S/A: a engrenagem por trás do maior jogador de futebol do Brasil
- De ídolo a homem de negócios, Ronaldo tem tudo a ver com a seleção atual

O jogo marcou o primeiro uso do VAR (árbitro assistente de vídeo, em inglês) em uma Copa do Mundo. A ferramenta foi decisiva para o primeiro gol da França, em pênalti confirmado pelas imagens.

“Como vimos contra a Austrália, houve momentos em que eu exagerei um pouco”, declarou Hernández em entrevista coletiva no domingo (17). “É parte do espetáculo, parte do jogo, [e] eu estou acostumado a fazer isso.”

O jogador, entretanto, não mostrou arrependimento. “Ajudou o time a ganhar tempo. Eu faço isso às vezes. É parte do meu jogo”, disse.

Hernández, 22, afirmou que aprendeu o que faz em campo com ex-defensor argentino Diego Simeone, técnico do Atlético de Madri, time que defende. “Aprendi por mais de 11 anos no clube, e ainda estou tentando melhorar.”

Ele se definiu como um jogador discreto e agressivo, não importa a ocasião. “Quando entro no gramado, sei qual é o meu objetivo - me doar e marcar forte. É meu estado de espírito. Estou pronto desde o primeiro minuto da partida”, concluiu.

A França volta a campo pela segunda rodada do grupo C na quinta-feira (21) contra o Peru, às 12h (horário de Brasília), na Arena Ecaterimburgo. Já a Austrália enfrenta a Dinamarca no mesmo dia, às 9h, em Samara.

Mais França