Topo

Coreia do Sul

  • Athletico CAP
  • Atlético-MG AMG
  • Avaí AVA
  • Bahia BAH
  • Botafogo BOT
  • Ceará CEA
  • Corinthians COR
  • Coritiba CBA
  • Chapecoense CHA
  • Cruzeiro CRU
  • CSA CSA
  • Flamengo FLA
  • Fluminense FLU
  • Fortaleza FOR
  • Goiás GOI
  • Grêmio GRE
  • Internacional INT
  • Palmeiras PAL
  • Santos SAN
  • São Paulo SAO
  • Sport SPO
  • Vasco VAS

Goleiro faz milagres na Copa, mas é lanterna e o mais vazado na Coreia

Dimitar Dilkoff/AFP
Cho Hyun-woo faz defesa em chute de Berg na derrota dos coreanos para a Suécia Imagem: Dimitar Dilkoff/AFP

Bruno Grossi e Demétrio Vecchioli

Do UOL, em São Paulo (SP)

18/06/2018 10h54

A Coreia do Sul foi derrotada pela Suécia na manhã desta segunda-feira por 1 a 0, no encerramento da primeira rodada do Grupo F da Copa do Mundo. E se o placar foi apertado, deixando o jogo aberto até o fim, o goleiro Cho Hyun-woo tem grande participação. Foram duas defesas impressionantes que levantaram o público no estádio Nizhny Novgorod, na Rússia. 

- De ídolo a homem de negócios, Ronaldo tem tudo a ver com a seleção atual
- O hexa vem dessa vez? O que os videntes preveem para o Brasil no Mundial?
- Neymar S/A: a engrenagem por trás do maior jogador de futebol do Brasil

O que mais impressiona, no entanto, é descobrir a origem do goleiro de 26 anos. Cho Hyun-woo passou a ser convocado há pouco mais de um ano pela seleção e defende o Daegu no Campeonato Coreano, desde o início da carreira. O problema é que seu time quase caiu em 2017 e é o lanterna da edição desta temporada. Além disso, tem a defesa mais vazada da competição: 26 gols em 14 jogos.

A presença de Cho Hyun-woo na seleção pode ser explicada pela recente debandada de goleiros para o futebol japonês. A convocação dele foi vista como uma forma de valorização da liga local. E, com um time frágil, o arqueiro consegue mostrar bem mais seu talento individual. 

Disputar uma Copa do Mundo era visto como um sonho distante para o arqueiro, até que as primeiras convocações no ano passado renovaram as esperanças. A imprensa sul-coreana o descreve como um uma pessoa apegada à família, que sempre tem a esposa na plateia em seus jogos e que se mostrava ansioso para a filha pequena poder começar a frequentar estádios.

Mais Coreia do Sul