México

México surpreendente na primeira fase da Copa do Mundo é regra, não exceção

David Ramos - FIFA/FIFA via Getty Images
Rafa Marquez, do México Imagem: David Ramos - FIFA/FIFA via Getty Images

Do UOL, em São Paulo

18/06/2018 04h00

A tradição do México de morrer na praia na Copa do Mundo, eliminado sempre nas oitavas de final, acaba encobrindo outra regra nas campanhas da seleção em Mundiais. Na primeira fase, a equipe latina desafia os favoritos de igual para igual, como fez neste domingo (17) ao vencer a Alemanha, atual campeã, por 1 a 0. Desde 1986, quando jogou em casa, o México sempre faz boa campanha na etapa de grupos, ganhando ou empatado com os favoritos. Mesmo na exceção, em 2006, o time conseguiu vaga no mata-mata.

Simule os classificados e o mata-mata do Mundial
- Neymar S/A: a engrenagem por trás do maior jogador de futebol do Brasil
- De ídolo a homem de negócios, Ronaldo tem tudo a ver com a seleção atual

Em 2010, por exemplo, o México caiu no grupo não do atual campeão, mas da equipe que defendia o vice-campeonato obtido na edição anterior: a França. Contra um time que tinha Ribéry, Malouda e Anelka, venceu por 2 a 0, gols de Chicharito e Blanco. Na Copa seguinte, em 2014, os mexicanos foram ao Castelão desafiar o Brasil, dono da casa, e arrancaram um empate por 0 a 0, em grande atuação do goleiro Ochoa.

Essa tradição vem desde 1986, segunda vez que o México sediou o Mundial. Naquele ano, os donos da casa ganharam de Bélgica e Iraque e avançaram às oitavas de final em primeiro lugar do grupo. Ausente em 1990, a seleção mexicana repetiu a dose em 1994. Na fase de grupos, a equipe conseguiu um empate em 1 a 1 com a Itália, que depois viria a ser vice-campeã e foi à fase seguinte com a melhor campanha.

Em 1998, novamente o México chegou à Copa menos cotado que seus rivais de grupo, mas empatou com a Holanda, que depois seria semifinalista, e foi às oitavas em segundo. Em 2002, os mexicanos vencerem suas duas primeiras partidas no Mundial e, depois, garantiram o primeiro lugar empatando com a Itália. Assim, desde 1986, a única derrota contra um favorito, em fases de grupos, foi diante de Portugal, em 2006. Mesmo assim, na Alemanha, passou de fase.

A confiança comum em jogos de primeira fase, porém, não se repete no mata-mata. Desde 1994, os mexicanos sempre caem nas oitavas de final. Pela ordem, foram eliminados por Bulgária, Alemanha, EUA, Argentina (2006 e 2010) e Holanda. A melhor campanha do México foi em 1986, em casa, quando ganhou da Bulgária nas oitavas e perdeu para a Alemanha Ocidental nas quartas.

Na Rússia, depois de ganhar da Alemanha, o México vai a Rostov para enfrentar a Coreia do Sul, no próximo sábado. Depois, fecha a primeira fase diante da Suécia. Se avançar para as oitavas de final, pega quem vier do Grupo E, que tem Brasil, Suíça, Sérvia e Costa Rica. 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais México

Topo