Brasil

VAR analisou lances, e Fifa vê acerto em polêmicas de Brasil x Suíça

Reprodução/SporTV
Lance entre Miranda e Zuber no gol de empate da Suíça Imagem: Reprodução/SporTV

Rodrigo Mattos

Do UOL, em Moscou (Rússia)

18/06/2018 07h26

A Fifa aprovou o procedimento da arbitragem nos lances polêmicos do empate por 1 a 1 entre Brasil e Suíça, no último domingo (17), na estreia dos dois países na Copa do Mundo. O UOL Esporte apurou que houve o que é chamado de "consulta silenciosa" pelo árbitro de vídeo (VAR), tanto na falta reclamada por Miranda no gol de empate suíço como no possível pênalti sofrido por Gabriel Jesus, e que não foi constatada nenhuma infração clara. Nestes casos, a recomendação é de seguir o jogo, protocolo que foi adotado corretamente.

Simule os classificados e o mata-mata do Mundial
- Neymar S/A: a engrenagem por trás do maior jogador de futebol do Brasil
- De ídolo a homem de negócios, Ronaldo tem tudo a ver com a seleção atual

Desta forma, a avaliação dentro da Fifa é de que não houve erro e que o árbitro de campo, o mexicano César Ramos, agiu corretamente ao não parar o jogo. Quando o lance não é claro, a recomendação é de que o responsável pelo VAR não peça para o juiz consultar em detalhes o ocorrido, permanecendo a decisão de primeiro momento.

Como recomendado nestes casos, o árbitro de vídeo informou que era para o jogo seguir com o comando “play on”. Vale lembrar que existem várias consultas a cada partida desta forma “silenciosa”, com a necessidade de o juiz de campo ser avisado apenas em caso de erro, evitando assim muitas paralisações.

Jesus "se jogou". Juiz acertou com Neymar

Ainda de acordo com apuração da reportagem, o departamento de arbitragem da Fifa entendeu, após rever os lances diversas vezes, que Gabriel Jesus "se jogou" na disputa dentro da área.

Também na avaliação em Moscou, os responsáveis da federação internacional classificaram como acertadas as decisões do árbitro nas dez faltas cometidas pela Suíça sobre Neymar. Os dirigentes ressaltaram que nenhuma falta deixou de ser marcada, além de três jogadores terem recebido cartões amarelos nos lances com o craque brasileiro.

Os jogadores da seleção brasileira deixaram o campo reclamando que, no lance de empate suíço, Zuber colocou as mãos nas costas de Miranda antes de a bola chegar. Na sequência, ele subiu sozinho para cabecear para as redes de Alisson.

Já em lance aos 27 minutos do segundo tempo, Gabriel Jesus caiu na área em disputa com Akanji. Os brasileiros pediram pênalti, mas o árbitro mandou seguir.

Até agora, o recurso VAR foi usado com mais destaque na Copa do Mundo na marcação de pênaltis a favor da França e do Peru no último sábado. Nos dois casos, o árbitro de campo consultou a tecnologia para reverter a decisão inicial e assinalar penalidades em Griezmann e Cueva.

A avaliação até agora da Fifa é de que o VAR tem funcionado muito bem para lances claros.

Após o empate na estreia contra a Suíça, o Brasil encara na sexta-feira (22) a Costa Rica, a partir das 9h (de Brasília).

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Brasil

Topo