Brasil

Apoio a Neymar? 'Cabelo não influencia em nada no jogo', diz Ronaldo

DANIEL GARCIA/AFP
Fã pediu para jogadores do Brasil repetissem corte que o ex-camisa 9 usou na final de 2002; ele despistou Imagem: DANIEL GARCIA/AFP

Do UOL, em São Paulo

19/06/2018 17h51

Neymar ganhou um defensor de respeito nesta segunda-feira: Ronaldo. Em transmissão exibida por sua página no Facebook, o ex-camisa 9 foi questionado a respeito de cortes de cabelos de jogadores e deixou o assunto em segundo plano.

Simule os classificados e o mata-mata do Mundial
- Neymar S/A: a engrenagem por trás do maior jogador de futebol do Brasil
- De ídolo a homem de negócios, Ronaldo tem tudo a ver com a seleção atual

A pergunta foi feita por um seguidor justamente no momento em que o camisa 10 do Brasil na Copa do Mundo de 2018 aparece com novos penteados em campo. Durante a transmissão, um dos fãs pediu para que os comandados de Tite repetissem o corte utilizado por Ronaldo na final da Copa de 2002, “para dar sorte”. “Acho que cabelo não influencia em nada no jogo”, disse Ronaldo. Mais adiante, frente ao pedido de um seguidor para que repetisse o “cabelo Cascão” caso o Brasil fosse para a final de 2018, o ex-jogador apenas riu.

Falando de Rostov-on-Don, onde o Brasil havia jogado contra a Suíça no domingo pela primeira rodada do Grupo E, Ronaldo ainda conversou com fãs de Itália, Síria, França, Nepal e Romênia. Elogiou a vitória do México diante da Alemanha e o “excelente jogo” de Portugal contra a Espanha.

O empate com os suíços por 1 a 1 na estreia não desagradou Ronaldo. O ex-camisa 9 reconheceu a queda de rendimento no segundo tempo e os problemas de finalizações dos atacantes brasileiros, mas aprovou a apresentação como um todo.

“O Brasil jogou bem o primeiro tempo, teve o controle do jogo. No segundo tempo, equilibrou um pouco mais a posse de bola. No entanto, não vi nenhuma ação de perigo da Suíça. Não acho que a Suíça ofereceu algum perigo à seleção brasileira. Quando cheguei aqui no hotel, ainda revi os melhores momentos do jogo, procurei analisar mais detalhadamente o que aconteceu no jogo, mas não vi nada de especial da Suíça. Acho que sim, a ansiedade atrapalhou um pouco a seleção brasileira, o que eu acho supernatural. Primeiro jogo, Copa do Mundo, isso traz um nervosismo muito grande para os jogadores. Fora isso, acho que a seleção criou muitas oportunidades de gol. No finalzinho do jogo, com uma pressão grande em cima dos suíços, tivemos muitas chances de fazer o gol”, disse Ronaldo, indo além.

”Assisti à entrevista coletiva do Tite, onde ele ressaltou que estava contente com o desempenho, não contente com o resultado. A análise dele foi mais na falta de precisão e de tranquilidade na hora de finalizar. Também concordo: acho que faltou um pouco mais de tranquilidade na hora de finalizar. Mas acho que a seleção jogou bem – não jogou maravilhosamente bem, mas jogou bem, criou muitas ações de gols. De qualquer maneira, acho que sempre se espera muito da seleção brasileira, de todos os jogadores: Neymar, Gabriel... Ontem o resultado não foi bom, mas o jogo não foi dos piores”, completou.

Falta em Miranda? "Particularmente, acho que foi"

Ronaldo ainda comentou a respeito da arbitragem do mexicano César Arturo Ramos, reclamando da falta de cartões amarelos para os jogadores suíços no primeiro tempo do jogo. De quebra, ainda viu falta sobre o zagueiro Miranda no gol de Steven Zuber.

“Ontem esse lance foi bem polêmico, da falta no Miranda. Eu, particularmente, acho que foi falta. O árbitro foi comunicado pelo juiz do VAR, que é aquele juiz que fica nos vídeos, e ele comunicou o juiz de campo que a jogada tinha sido normal, que não tinha parecido falta”, disse, voltando ao assunto para citar o jogo dos helvéticos. “A Suíça só entrou desde o primeiro tempo fazendo cera, com entradas violentas. Acho que o árbitro não coibiu jogo violento desde o início. Deixou de dar dois cartões amarelos no primeiro tempo que poderiam ter mudado a história do jogo.”

Ao lado do ator Bruno de Luca e de outros amigos, Ronaldo ainda brincou com as saudades que um internauta dizia sentir de vê-lo jogando pela seleção brasileira. “Não dá, né? Alguns quilinhos acima... Não fariam muita diferença ontem, não”, comentou Ronaldo, que viajou nesta terça-feira para Moscou.

Perguntado a respeito das projeções da seleção brasileira após o empate, Ronaldo mostrou otimismo com o time em busca do título. “Foi só o primeiro jogo. Ninguém ganha Copa do Mundo no primeiro jogo. Só depende de si, da seleção brasileira, para ganhar a Copa”, avaliou.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Brasil

Topo