Copa 2018

Estagiário dá brownie de maconha a servidores do Uruguai, mas não avisa

Getty Images/BBC
Mais de 78 mil unidades de produtos à base de maconha foram importados pelo Brasil desde a autorização da Anvisa em 2015 Imagem: Getty Images/BBC

Do UOL, em São Paulo

21/06/2018 10h24

Os uruguaios tiveram uma ideia inusitada para acompanhar o jogo da seleção na Copa, mas a iniciativa não deu muito certo. Um jovem funcionário da Diretoria do Meio Ambiente do Uruguai resolveu servir brownies recheados com maconha, para deixar os colegas de trabalho mais alegres, sem avisá-los. O tiro saiu pela culatra e ao menos duas pessoas foram parar no hospital.

A história foi publicada pelo jornal El País, de Montevidéu. "Primeiro foram as risadas, mas depois de alguns minutos ela sentiu uma forte tontura e um desconforto 'estranho'. Ela não podia nem comemorar a primeira vitória da Celeste na Copa do Mundo na Rússia. É que às 11 horas da última sexta-feira, uma jovem oficial do Ministério do Meio Ambiente foi atendidas em uma emergência médica por "'ingestão de brownie de maconha', relatou o diário.

Segundo o jornal, o brownie foi assado com a maconha que um estagiário do ministério cultiva em casa. Só que ele não teria contado para ninguém a respeito do "ingrediente extra" que colocou no doce. "Eles pareciam muito bons, estavam ótimos. Ninguém notou nada de estranho", contou um colega ao El País.

O jogo já estava acabando quando duas funcionárias do ministério começaram a se sentir mal. Tiveram tonturas e perguntaram ao cozinheiro se havia algo errado com o brownie. Só aí ele revelou que havia adicionado maconha na receita.

"A coisa estava feia e uma das meninas estavam com muito medo. Por isso chamaram a ambulância", contou outro dos envolvidos ao El País. O relatório médico obtido pelo jornal mostra que as duas jovens estavam com palpitações.

Claro que a história não repercutiu bem no governo. A secretária-geral de Habitação, responsável pela pasta, disse ao El País que estava ciente do "fato delicado", enquanto a ministra Eneida de León ordenou uma investigação administrativa para esclarecer o que aconteceu.

Ainda que que consumo de maconha seja permitido por lei no Uruguai, uma norma proíbe seu consumo durante o trabalho. "É proibido fumar, manter, consumir o ou ingerir produtos de cannabis durante o dia de trabalho, quer no local de trabalho ou durante o trabalho, e, em geral, ao longo do tempo em que o trabalhador está sob ordem do empregador ", diz a lei.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Copa 2018

Topo