Costa Rica

Beneficiado, técnico de Costa Rica critica VAR: "Intervenção negativa"

Stuart Franklin - FIFA/FIFA via Getty Images
Oscar Ramirez, técnico da Costa Rica Imagem: Stuart Franklin - FIFA/FIFA via Getty Images

Dassler Marques, João Henrique Marques, Pedro Ivo Almeida e Ricardo Perrone

Do UOL, em São Petersburgo (Rússia)

22/06/2018 13h21

Não foi apenas a derrota por 2 a 0 para o Brasil e a eliminação precoce na Copa do Mundo que causou chateação a Óscar Ramírez. Mesmo que o árbitro holandês Bjorn Kuipers tenha beneficiado a Costa Rica ao voltar atrás no suposto pênalti em Neymar, o técnico da seleção da Concacaf criticou o uso do árbitro de vídeo nesta sexta-feira (22).

Copa-2018: Assista aos gols de Brasil 2 x 0 Costa Rica

- Como foi a primeira vitória da seleção brasileira na Copa da Rússia
- Brasil decide vaga nas oitavas contra a Sérvia: veja a tabela da Copa
-
Simule os classificados e o mata-mata do Mundial

"Eu acredito que o VAR é importante porque todos podem cometer um erro, mas o que aconteceu hoje talvez eu tenha visto como uma intervenção negativa. Hoje o árbitro tomou uma decisão e depois mudou de ideia. Embora tenha sido a nosso favor, acredito que o VAR é importante de cabeça para baixo. Quando você não vê algo incontestável", afirmou em entrevista coletiva.

Para o treinador, é necessário fazer reparos para melhorar o árbitro de vídeo nas próximas competições. "Acho que precisamos fazer mais experimentos para ver como o sistema pode ser complementado sem remover a essência do futebol. Hoje o gol foi muito decisivo, mas ter que checar se estava faltando ou não tira muito do ritmo do jogo, é um pouco opinativo. Eu acho que é necessário melhorar o serviço VAR."

Sobre o protagonista do lance em questão, Ramírez elogiou Neymar e também seus jogadores, que não tentaram machucar o camisa 10 da seleção brasileira. "Não foi apenas Neymar. Coutinho, Willian, Firmino, Jesus ... É uma constelação de jogadores de uma qualidade tremenda. Tentamos impedi-lo e a todos da maneira mais honesta que o futebol permite. Sabemos que Neymar voltou de uma lesão e nunca foi nossa intenção machucá-lo ainda mais para tirá-lo do jogo. Nós tentamos fazer isso da maneira mais honesta possível."

Ramírez lamentou os gols do Brasil nos acréscimos do jogo e viu as substituições de Tite como responsáveis pela queda de sua seleção. "As substituições no Brasil tiveram influência, não é fácil conter os que entram, pois têm as mesmas condições dos que saíram, mas com mais energia. Dói pela forma como aconteceu, mas simplesmente o fator das mudanças, lamentavelmente alguns dos nossos jogadores sofreram um pouco com o cansaço, mas é o futebol", afirmou o treinador dos Ticos.

Mesmo ciente da eliminação precoce da Costa Rica, o técnico disse que a Costa Rica jogará com força máxima em seu último duelo contra a Suíça, na próxima quarta-feira (27). "É uma questão de honra, de país. Faremos a melhor apresentação possível. A melhor forma é encerrar (nossa participação) ganhando da Suíça.”

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Costa Rica

Topo