Brasil

Chiliques reprovados por Tite penduram Neymar e Coutinho até as quartas

AP Photo/Andre Penner
Neymar e Coutinho em lance com o árbitro Bjorn Kuipers na partida entre Brasil e Costa Rica Imagem: AP Photo/Andre Penner

Dassler Marques, João Henrique Marques, Pedro Ivo Almeida e Ricardo Perrone

Do UOL, em São Petersburgo (Rússia)

22/06/2018 15h10

Dois chiliques são responsáveis por deixar os dois principais jogadores da seleção brasileira pendurados na Copa do Mundo até a possível disputa das quartas de final. Por conta de reclamações que vão frontalmente contra a cartilha de Tite, Neymar e Philippe Coutinho já entram em campo contra a Sérvia, na próxima quarta-feira, com o risco de virarem desfalques no início do mata-mata.

- Assista aos gols de Brasil 2 x 0 Costa Rica
- Brasil decide vaga nas oitavas contra a Sérvia: veja a tabela da Copa
-
Simule os classificados e o mata-mata do Mundial

Na coletiva após a vitória por 2 a 0 sobre a Costa Rica, Tite disse que é leal a seus atletas e que jamais comentaria os “pitis” publicamente, mas deixou claro que passará o recado aos seus atletas de maneira interna.

Como o regulamento do Mundial prevê suspensão com apenas dois cartões amarelos, Neymar e Coutinho ficarão fora de jogos de eventual mata-mata se sofrerem advertências nas partidas seguintes. O Brasil precisará ganhar da Sérvia para ser líder da chave sem depender de outros resultados.

Reclamações no mesmo lance

Eleitos pelo próprio treinador como líderes técnicos do grupo, Neymar e Coutinho foram advertidos por reclamação no mesmo lance do duelo contra a Costa Rica. Primeiro, Neymar deu um tapa na bola e viu o cartão amarelo.

Em sequência, Coutinho, autor de dois dos três gols do Brasil na competição, também esbravejou com o holandês Bjorn Kuipers e foi advertido.

Tite repete à exaustão que seus atletas não devem protestar contra a arbitragem. Ele, inclusive, evita comentar a atuação dos “homens de preto” e sempre repete que o time precisa merecer ganhar, independentemente da atuação dos juízes.

Além de Neymar e Coutinho, o Brasil também tem Casemiro pendurado. A diferença é que as advertências do meia defensor veio em lance de jogo, e não nos chiliques tão combatidos por Tite.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Brasil

Topo