Argentina

Goycochea sai em defesa de Caballero: "Errou? Sim. Mas vai doer mais nele"

REUTERS/Ivan Alvarado
Goleiro da Argentina, Caballero lamenta gol da Croácia durante jogo da Copa Imagem: REUTERS/Ivan Alvarado

Rodrigo Mattos

Do UOL, em Moscou

23/06/2018 10h35

O ex-arqueiro da seleção Argentina Sergio Goycochea afirmou, neste sábado (23), que Wilfredo Caballero cometeu um erro grave na derrota por 3 a 0 contra Croácia, mas defendeu o jogador das críticas e tentou levantar o moral dele. “Não o destruamos, não faltemos com o respeito”, declarou, em simpósio da Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol) durante a Copa do Mundo.

“[Ele] se equivocou? Sim. Foi fundamental? Sim, porque [a partida] estava zero a zero. Afetou? Perfeito”, disse Goycochea.

Simule os classificados e o mata-mata do Mundial
- Neymar S/A: a engrenagem por trás do maior jogador de futebol do Brasil
- De ídolo a homem de negócios, Ronaldo tem tudo a ver com a seleção atual

Quando o duelo da Argentina contra os croatas ainda estava empatado, na quinta (21), Caballero falhou e comprometeu sua equipe. Tentou dar um toque encobrindo o atacante Ante Rebic, mas entregou a bola nos pés do jogador, que abriu o placar da partida.

“Insisto é que não é que [o lance] não é mais do que isso: um erro futebolístico que a quem mais vai machucar é a Caballero. Primeiro, porque ele vai recordar disso. E pode ser que ele tenha de jogar contra a Nigéria”, acrescentou o ex-arqueiro. A seleção do país enfrenta os nigerianos na terça (26), às 15h (horário de Brasília), em São Petersburgo.

Messi ou Maradona?

Goycochea ainda comentou as comparações que têm sido feitas entre os craques Lionel Messi e Diego Armando Maradona. Para ele, há diferenças no estilo jogo dos dois e não é possível igualá-los. “Nós, como argentinos, ficamos discutindo entre Messi e Maradona, sem desfrutar. São situações diferentes, jogadores diferentes. Não dá para comparar.”

O ex-goleiro também cobrou o atual elenco da Argentina, que pode ser eliminado da Copa ainda na fase de grupos, após empatar por 1 a 1 contra a Islândia e perder para a Croácia. “Com os nomes que tem, uma porção de coisas que temos de jogadores, tem como render mais. Não é uma guerra. Devem render mais na seleção, os jogadores são os primeiros que sabem. Não jogam como deveriam”, concluiu.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Argentina

Topo