Bélgica

Com 4 gols na Copa, Lukaku viveu polêmica no clube por música sobre pênis

Grigory Dukor/Reuters
Goleador na Rússia, Lukaku foi vítima recente de uma canção considerada preconceituosa Imagem: Grigory Dukor/Reuters

Do UOL, em São Paulo (SP)

24/06/2018 04h00

Antes de se destacar com a seleção da Bélgica na Copa do Mundo da Rússia, Romelu Lukaku viveu uma sequência positiva também no início de temporada, que coincidiu com os primeiros jogos do centroavante pelo Manchester United. Enquanto no Mundial a fase é só de festa, no clube o belga conviveu com uma situação constrangedora e que nasceu com os próprios torcedores do time.

Simule resultados da última rodada e quem vai às oitavas
- Neymar S/A: a engrenagem por trás do maior jogador de futebol do Brasil
- De ídolo a homem de negócios, Ronaldo tem tudo a ver com a seleção atual

Lukaku se viu alvo de um grito preconceituoso de torcedores do próprio time. Empolgados com o início fulminante de sete gols em sete jogos pela equipe inglesa, fãs do United inventaram uma música para exaltar o feito do centroavante, em que o tamanho do pênis do camisa 9 era exaltado.

A paródia de Made of Stone, da banda britânica 'The Stone Roses', dizia: “Romelu Lukaku, ele é nosso artilheiro belga genial, com um pênis de 60cm, marcando nossos gols, glande até o dedo dos pés”

OLI SCARFF/AFP
Lukaku até fez campanha para o canto ser vetado em Old Trafford Imagem: OLI SCARFF/AFP

A referência ao tamanho do pênis de Lukaku, um estereótipo criado sobre o órgão genital de homens negros, não foi bem aceita pela Kick It Out, grupo formado para combater a discriminação racial no futebol inglês.

A organização que existe desde 1993 considerou o cântico preconceituoso e contou até com a ajuda de Lukaku para o cântico sair de Old Trafford. Não adiantou; o pedido do centroavante gerou uma nova música, até irônica.

“Romelu Lukaku, ele é o nosso goleador belga genial. Não podemos cantar sobre o seu pênis, somos politicamente corretos. Ele está impedido quando está ereto”, cantaram torcedores dos “Diabos Vermelhos” depois de toda a campanha contra a música destinada ao centroavante.

A nova versão gerou uma ação mais incisiva por parte do Manchester United. O clube emitiu um comunicado oficial em que cobrava o fim do canto nos jogos, sob a ameaça até de acionar a polícia para conter quem entoasse a música.

O incômodo de Lukaku era evidente. O jogador e o clube se uniram na campanha para vetar o grito e expor o lado preconceituoso dele. “Tenho um grande apoio desde que me juntei ao Manchester United. Os torcedores tiveram boa intenção com suas canções, mas vamos avançar juntos”, disse o centroavante.

Aos poucos, as referências ao pênis de Lukaku cessaram em Old Trafford. Depois de expor publicamente o constrangimento e contar com o apoio do United e da Kick It Out, o camisa 9 é um dos goleadores da Copa do Mundo com quatro gols em dois jogos. O inglês Harry Kane, com 5 gols, é o artilheiro isolado do Mundial.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Bélgica

Topo