Copa 2018

Com três de Kane, Inglaterra massacra Panamá e assegura vaga nas oitavas

Do UOL, em São Paulo (SP)

24/06/2018 10h53

A Inglaterra fez mais do que a obrigação. Tecnicamente, fisicamente e taticamente superior ao Panamá, a equipe comandada por Gareth Southgate goleou a equipe da Concacaf por 6 a 1, neste domingo (24), em Nizhny Novgorod, e vai encarar com moral a Bélgica no duelo direto pela liderança do grupo G da Copa do Mundo. Harry Kane anotou três gols, Stones dois, enquanto Lingard também balançou as redes pelo lado britânico. Baloy, ex-Grêmio, descontou.

Copa-2018: Assista aos gols de Inglaterra 6 x 1 Panamá

Simule resultados da última rodada e quem vai às oitavas
- Neymar S/A: a engrenagem por trás do maior jogador de futebol do Brasil
- De ídolo a homem de negócios, Ronaldo tem tudo a ver com a seleção atual

Depois de uma sofrida vitória diante da Tunísia na estreia, a Inglaterra entrou disposta a tirar uma desvantagem de cinco gols na classificação em relação à Bélgica, que goleou a Tunísia por 5 a 2 no sábado.

A goleada contra o Panamá deixou os ingleses empatados com os belgas em pontos (seis), saldo (seis) e gols marcados (oito), mas na liderança da chave pelo critério de Fair Play - possuírem menos cartões amarelos.

Desde o início, Harry Kane e companhia atuaram de maneira intensa, com o objetivo claro de “matar” rapidamente o jogo. Assim como a Alemanha na semifinal de 2014 contra o Brasil, o time britânico abriu 5 a 0 antes do intervalo. Kane, com um desvio involuntário, anotou o sexto antes da metade do segundo tempo. 

A disputa do primeiro lugar do grupo G entre Inglaterra e Bélgica está marcada para o dia 28 de junho, às 15h (de Brasília), em Kalingrado. O Panamá, goleado nas duas partidas, se despede da Copa do Mundo na mesma data e horário, tentando a primeira vitória na competição diante da Tunísia.

Quem foi bem: Harry Kane

Reprodução/Twitter
Imagem: Reprodução/Twitter

Ele faz gol até sem querer. Depois de grande temporada pelo Tottenham com 30 gols no Campeonato Inglês, Kane ratificou a boa fase com a camisa da Inglaterra. O capitão dos “Três Leões” anotou três gols diante do Panamá, o último deles após um chute de fora da área bater nele e entrar. Já são cinco bolas nas redes adversárias em apenas dois jogos na Rússia.

Quem foi mal: Murillo e Escobar

A defesa do Panamá teve uma tarde para se esquecer. Uma atuação em que se mostrou frágil e imponente, com erros até infantis. Murillo perdeu Stones na marcação no primeiro gol e ainda cometeu um pênalti grotesco, o segundo convertido por Harry Kane. Escobar, por outro lado, atropelou Lingard dentro da área, em lance raro de ser visto no mais alto nível do futebol. Faltou experiência para o estreante em Copas do Mundo.

“Tô na briga”

Harry Kane iniciou a competição em solo russo como principal referência da Inglaterra e, em dois jogos, se coloca como candidato a craque do Mundial. Seus cinco gols o colocam na artilharia isolada da competição, deixando para trás Cristiano Ronaldo (Portugal) e Romelu Lukaku (Bélgica), ambos com quatro.

Alex Morton/Getty Images
Imagem: Alex Morton/Getty Images

Inglaterra, enfim, goleadora

Jamais na história das Copas do Mundo a Inglaterra se mostrou tão eficiente ofensivamente: pela primeira vez os britânicos anotaram mais de quatro gols em uma partida de Mundial. E Harry Kane, com seus cinco gols no torneio, já se tornou o segundo maior artilheiro do país somando todas as edições da competição.

Ex-Grêmio entra para a história

Maja Hitij - FIFA/FIFA via Getty Images
Imagem: Maja Hitij - FIFA/FIFA via Getty Images

Era a realização de um sonho estar em uma Copa do Mundo, mas o Panamá foi além. Apesar de goleado por ingleses e belgas, os panamenhos anotaram seu primeiro gol na história em Mundiais. A honra ficou para o veterano Baloy, que atuou pelo Grêmio no futebol brasileiro. O defensor aproveitou cobrança de falta aos 33 min do segundo tempo e se jogou de carrinho para descontar o placar.

Jogada de manual

Clive Brunskill/Getty Images
Imagem: Clive Brunskill/Getty Images

Dificilmente uma jogada será mais bem trabalhada do que o segundo gol anotado por Stones em Nizhny Novgorod. Praticamente todo o time inglês se concentrava dentro da área, mas a cobrança veio curta para Henderson, que, com categoria, colocou na medida para dentro da área. A cabeçada de Kane veio na direção do outro lado da pequena área e encontrou Sterling, que parou no goleiro Penedo. O zagueiro do Manchester City, no rebote, balançou as redes.

FICHA TÉCNICA

INGLATERRA 6 x 1 PANAMÁ

Local: Estádio de Nizhny Novgorod, em Nizhny Novgorod (Rússia)
Data: 24 de junho de 2018
Horário: 9h (de Brasília)
Árbitro: Ghead Grisha (Egito)
Assistentes: Redouane Achik (Marrocos) e Waleed Ahmed (Sudão)
Cartões Amarelos: Loftus-Cheek (Inglaterra); Cooper, Escobar e Murillo (Panamá)

Gols:
INGLATERRA: Stones, aos 8min do 1º tempo e aos 40min do 1º tempo, Kane (pênaltis), aos 21min do 1º tempo e aos 46min do 1º tempo, e aos 17min do 2º tempo, e Lingard, aos 36min do 1º tempo
PANAMÁ: Baloy, aos 33min do 2º tempo

INGLATERRA: Pickford; Walker, Stones e Maguire; Trippier (Rose), Loftus-Cheek, Henderson, Lingard (Delph) e Young; Sterling e Kane (Vardy).
Técnico: Gareth Southgate.

PANAMÁ: Penedo; Murillo, Román Torres, Escobar e Davis; Barcenas (Arroyo), Cooper, Gómez (Baloy), Godoy (Ávila) e José Rodríguez; Perez.
Técnico: Hernán Dario Gomez.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Copa 2018

Topo