França

Pogba defende dancinhas e cortes ousados: 'quando venço, ninguém reclama'

Franck Fife - 24.jun.2018/AFP
Paul Pogba brinca com jornalistas em entrevista coletiva Imagem: Franck Fife - 24.jun.2018/AFP

Do UOL, em São Paulo

24/06/2018 10h16

“Eu amo você, senti a sua falta”. Foi assim que o craque da seleção francesa Paul Pogba cumprimentou o público de sua entrevista coletiva neste domingo (24). A declaração, com tom jocoso, não foi à toa, porém. É a primeira vez em quatro anos que o jogador fala numa conferência de imprensa pelo time do país. A última ocasião foi em 10 de junho de 2014, na Copa do Brasil.

Simule resultados da última rodada e quem vai às oitavas
- Neymar S/A: a engrenagem por trás do maior jogador de futebol do Brasil
França aproveita erros de Guerrero, elimina Peru e se garante nas oitavas

Como num encontro entre amigos que não se veem há muito tempo, risos e piadas acompanharam a conversa. E aproveitando-se do ambiente descontraído o meio-campista utilizou a ocasião para se defender das críticas ao seu estilo brincalhão, de penteados criativos e comemorações desinibidas.

“Essa é a mentalidade europeia e francesa. Parece que você não pode ter certo corte de cabelo e jogar futebol. Você tem o direito de dançar. Nós só falamos do lado negativo quando eu danço. Quando eu faço gols ou ganho, não ouça nada. Mas, quando nós perdemos, isso se tornar um problema”, disse.

Entre gracejos, o meio-campista também fez uma afirmação inusitada, surpreendente para a maioria dos que estavam ali. “Esta pode ser minha última Copa do Mundo”, admitiu o atleta de 25 anos, que explicou melhor o enunciado.

“Por que agora? Eu sou realista, não sabemos o que pode acontecer amanhã. Talvez eu não seja mais chamado, talvez me machuque? Ou talvez os jogadores tenham um desempenho melhor”, declarou e repetiu: “Eu sou apenas realista.”

Especulações à parte, ele falou que o seu bom humor ajuda a manter o moral em alta na seleção francesa. Disse que até ajuda a exercer certa liderança sobre o elenco "Eu sou eu, eu não faço tipo. Eu sempre amei rir e dançar. O mais importante é jogar futebol. Eu floresço, tenho prazer. É o sonho de uma criança daqui. E aproveito ao máximo."

"Talvez não nos vejamos novamente por muito tempo", concluiu Pogba, fazendo um joia com as mãos, ao com gargalhantes se despedir dos jornalistas, antes do próximo compromisso da seleção francesa.

Já classificada para as oitavas de final, a França volta a campo pela última rodada do grupo C, na terça-feira (26), contra a Dinamarca, no Estádio Lujniki. O duelo pode decidir quem avançará para a próxima fase como líder da chave.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais França

Topo