Copa 2018

Repórter da Globo diz que se surpreendeu com própria reação após assédio

Reprodução/Twitter
Torcedor tenta beijar repórter Julia Guimarães, da TV Globo Imagem: Reprodução/Twitter

Do UOL, em São Paulo

25/06/2018 09h04

A repórter da Globo Júlia Guimarães revelou nesta segunda-feira que se surpreendeu com sua reação logo após ter sido assediada por um torcedor na Rússia, enquanto se preparava para entrar ao vivo antes da partida entre Japão e Senegal, no último domingo (24). Na ocasião, deu uma bronca no homem que tentou beijá-la e cobrou respeito. 

"Confesso que fiquei surpresa com minha reação. Eu nunca tinha passado por isso [assédio] e eu ficava pensando: 'Se isso acontecesse comigo, como eu iria reagir?'. Fiquei feliz com a reação. Espero que essa reação seja exemplo e reflexão para outras mulheres não só no jornalismo, mas para outras áreas e profissões", disse Júlia ao programa "Mais Você", da Rede Globo.

Júlia disse que foi a segunda vez que encarou assédio na Rússia. Na primeira ocasião, ela se preparava para fazer uma entrada ao vivo no "Bom Dia Brasil". A jornalista afirma que nunca havia sido assediada no Brasil. "Eu já tinha visto colegas fazerem a campanha 'Deixa ela trabalhar', que eu apoiei, mas nunca tinha ocorrido comigo". 

A atitude de Júlia diante do homem que tentou beijá-la foi aplaudida por jornalistas da Rede Globo. A entrevista da repórter para o "Mais Você" também contou com a participação da apresentadora Fernanda Gentil, que exaltou a colega.

"Minha opinião é já um elogio. Imagino que você [Júlia] queira virar essa página, liquidar essa fatura, porque você está fazendo trabalho maravilhoso. Parabéns pela sua reação", disse Gentil.

Nas redes sociais, a companheira de emissora, Glenda Kozlowski, destacou que esse foi apenas um de muitos casos de assédio contra mulheres no esporte.

“Talento. Elegância e educação! Por mais Julias entre nós! Não somos depósito de beijos roubados. E quanta classe para botar o cidadão no lugar dele! Uma aula! Parabéns”, escreveu Glenda.

A tentativa do beijo forçado aconteceu no domingo. Julia já estava posicionada para fazer uma participação ao vivo na transmissão e comentar sobre o jogo entre Japão e Senegal, quando o torcedor, que segundo ela seria russo, tentou beijá-la. Mesmo assustada, ela repreendeu o homem.

"Nunca mais faça isso. Nunca mais faça isso com uma mulher. Eu não permiti que você fizesse isso", disse Julia, que ainda acrescentou: "Respeito".

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Copa 2018

Topo