Uruguai

Técnico do Uruguai elogia atuação e diz: "Vitória poderia ser ainda maior"

Michael Steele/Getty Images
Tabárez (de terno) gostou da atuação uruguaia diante da Rússia nesta segunda-feira Imagem: Michael Steele/Getty Images

Do UOL, em São Paulo (SP)

25/06/2018 16h31

A tranquila vitória do Uruguai sobre a Rússia (3 a 0), em partida ocorrida nesta segunda-feira em Samara, agradou Óscar Tabárez. Em entrevista coletiva concedida depois da partida em que a equipe celeste assegurou a liderança do Grupo A do Mundial, o treinador analisou que o confronto poderia terminar ainda mais favorável ao time de Edinson Cavani e Luis Suárez.

Simule resultados da última rodada e quem vai às oitavas
- Neymar S/A: a engrenagem por trás do maior jogador de futebol do Brasil
- De ídolo a homem de negócios, Ronaldo tem tudo a ver com a seleção atual

“A Rússia não conseguia nos pressionar. Não apenas conseguimos prevenir isso, como também permanecemos no campo deles durante o primeiro tempo. A vitória poderia ser ainda maior, mas não conseguimos marcar em certos contra-ataques que tivemos. Ás vezes não se tem o timing perfeito”, declarou.

“O resultado e terminar como primeiro do grupo me deixa satisfeito. Vencemos por uma boa margem, mas gosto do fato que não sofremos gol. Precisamos trabalhar agora até o fim, e gosto da dedicação e concentração do meu time. Estão focados do primeiro ao último minuto, todo o elenco. Executaram o plano que concordamos”, acrescentou o treinador.

Tabárez saiu satisfeito com a atuação, mas preferiu adotar um discurso mais cauteloso depois de assegurado o primeiro lugar. O técnico sabe que vai buscar a vaga nas quartas de final já no dia 30, em Sochi, contra o segundo colocado do grupo B (Irã, Espanha e Portugal disputam as duas vagas da chave.

“Precisamos melhorar rapidamente neste sentido [aproveitar as oportunidades], porque qualquer partida das oitavas de final vai ser extremamente difícil”, destacou o comandante, antes de expor o principal foco no trabalho para o jogo de mata-mata do fim de semana.

“Para mim, o Santo Graal do futebol é o equilíbrio. Quando atacamos, precisamos ser capazes de atacar, mas não de maneira abstrata. Sempre quando há um ataque é porque estamos mantendo a posse ou recuperamos a bola por defender bem um ataque adversário. Trabalhamos com o equilíbrio como foco durante todo o tempo”, finalizou Tabárez.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Uruguai

Topo