Copa 2018

Croácia segura pressão, vence Islândia no fim e pega a Dinamarca nas 8ªs

Do UOL, em São Paulo

26/06/2018 16h52

Mesmo não muito interessada, nesta terça-feira (26), a Croácia venceu a Islândia por 2 a 1 na Arena Rostov para fechar a fase de grupos da Copa do Mundo com 100% de aproveitamento. Os gols croatas, de Badelj e Perisic, confirmaram o primeiro lugar do grupo D e a vaga nas oitavas de final – Sigurdsson descontou.

- Assista aos gols de Islândia 1 x 2 Croácia

Agora, a rival é a Dinamarca, que ficou no segundo lugar do grupo C. O duelo europeu será às 15 horas (de Brasília) deste domingo (1º), em Nizhny Novgorod. Os islandeses se despedem com uma campanha histórica, a sua primeira em Copas do Mundo, na qual segurou empate contra a Argentina. Na outra partida do grupo, os argentinos venceram a Nigéria por 2 a 1, também se classificaram e agora pegam a França.

Quem foi bem: Badelj se solta após o intervalo

Jan Kruger/Getty Images
Imagem: Jan Kruger/Getty Images
Reserva de Rakitic na Croácia, Badelj se mostrou útil em sua seleção. Ele começou discreto, concentrado apenas na marcação dos meias islandeses, mas depois ganhou mobilidade e apareceu no ataque de forma decisiva. Minutos depois de acertar um chutaço na trave, aproveitou uma sobra de bola na área para fazer o gol. Seu único vacilo foi uma bola perdida para Finnbognason, que – para a sorte do croata – desperdiçou.

Ficou devendo: Bem marcado, Gylfi Sigurdsson some

Esperava-se mais do camisa 10 e melhor jogador islandês. Ele apareceu pouco na partida, apesar de ter chamado a responsabilidade e convertido o pênalti que rendeu o empate. No mais, foi muito bem marcado pelos volantes croatas.

Atuação da Islândia: muita briga, pouco acerto

A seleção viking começou recolhida, bem ao seu estilo, mas se soltou aos poucos por precisar do resultado. Chegou a ter 29% de posse de bola até os 15 minutos, mas a partir daí se propôs a atacar. Fez ótimo primeiro tempo, mas sentiu o gol sofrido no início do segundo e a partir daí mostrou cansaço. Seguiu tentando o empate, mas sempre arriscando cedo demais, com uma dose de desespero.

Atuação da Croácia: melhora após início sonolento

Clive Mason/Getty Images
Imagem: Clive Mason/Getty Images
Entrando em campo já classificada e com cinco pendurados, a seleção croata resolveu se poupar: manteve apenas dois jogadores em relação à última partida (Modric e Perisic). O time mostrou pouco interesse no primeiro tempo, mas mudou de postura no início do segundo e só isso já foi suficiente para abrir o placar. Não teve a iniciativa na partida, mas também não precisava. Dentro das circunstâncias, fez o necessário.

Islandês sangra demais, mas não sai

Clive Mason/Getty Images
Imagem: Clive Mason/Getty Images
Ao tentar roubar uma bola de Pjaca no meio-campo, o meio-campista Bjarnason tomou uma cotovelada feia no nariz. Caído no gramado, ele sangrou demais. Saiu de campo temporariamente com uma toalha toda manchada, mas voltou logo com um tampão improvisado. No espírito viking, continuou jogando mesmo sangrando por todo o primeiro tempo.

Mais interessada, Islândia aperta

Clive Mason/Getty Images
Imagem: Clive Mason/Getty Images
A partida demorou a esquentar porque a Islândia não quis jogar nos 20 minutos iniciais. Quando percebeu que os reservas croatas não eram tudo isso, ganhou confiança. Aos 27, um arremesso lateral de Gunnarsson sobrevoou a pequena área sem ninguém empurrar a gol. Pouco depois Magnusson cabeceou com perigo.

Croácia vacila e quase paga caro

À medida que o tempo passava, a seleção islandesa parecia muito mais ligada na partida. Aos 39, Finnbognason roubou de Badelj na saída de bola croata, tabelou e bateu rente à trave com muito perigo. Os descendentes dos vikings ainda tiveram outras duas jogadas de perigo antes do intervalo, período em que Bjarnason teve um chute bloqueado e, pouco depois, uma batida cruzada de Gunnarsson obrigou Kalinic a fazer defesa importante.

Seleção croata desperta e sai na frente

Clive Mason/Getty Images
Imagem: Clive Mason/Getty Images
O puxão de orelha do técnico croata deve ter sido dolorido no intervalo, afinal a seleção voltou ligada para o segundo tempo. Aos cinco minutos, quando ninguém esperava um chute,

Islândia mostra fibra e luta até o final

Clive Mason/Getty Images
Imagem: Clive Mason/Getty Images
O gol sofrido não desarmou os vikings, que seguiram em cima da adversária, tentando de todo jeito. O técnico Hallgrimsson trocou um zagueiro por um atacante e mandou a Islândia para cima. Deu certo, aos poucos o time sufocou a Croácia. Após Bjarnason perder chance clara aos 27, Lovren botou a mão na bola minutos depois, e a arbitragem viu pênalti. Gylfi Sigurdsson converteu e deu esperanças à Islândia.

Perisic vira protagonista nos minutos finais

Um dos dois titulares mantidos na equipe, Perisic não chamou muito a atenção durante a partida, mas compensou nos minutos finais. Ele cobrou falta com enorme perigo aos 42 e quase acertou o ângulo, e dois minutos depois escapou livre pela esquerda para fazer bonito gol e dar números finais.

Ficha Técnica

Islândia 1 x 2 Croácia

Data: 26 de junho de 2018
Local: Arena Rostov, Rostov-on-Don (RUS)
Hora: 15h00 (de Brasília)
Árbitro: Antonio Mateo (ESP)
Assistentes: Pau Cebrian (ESP) e Roberto Diaz (ESP)
Cartões Amarelos: Hallfredsson, Finnbogason e Saevarsson (Islândia); Pjaca, Jedvaj (Croácia)
Cartão Vermelho: não houve.

Gols: Badelj aos 7', e Gylfi Sigurdsson aos 30' e Perisic aos 44 minutos do segundo tempo.

Islândia: Halldorsson; Saevarsson, R. Sigurdsson (Sigurdarson), Ingason e Magnusson; Gunnarsson, Hallfredsson, J. Gudmunds­son, G. Sigurdsson e Bjarnason (Traustason); Finnbogason (A. Gudmundsson). Treinador: Heimir  Hallgrimsson.

Croácia: Kalinic; Jedvaj, Corluka, Caleta-Car e Pivaric; Badelj, Modric (Bradaric), Kovacic (Rakitic), Pjaca (Lovren) e Perisic; Kramaric. Treinador: Zlatko Dalic.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Copa 2018

Topo