Copa 2018

James volta a ser protagonista em Copa e tenta levar Colômbia às oitavas

Julian Finney/Getty Images
James Rodríguez comemora gol de Falcao García pela Colômbia contra a Polônia Imagem: Julian Finney/Getty Images

Beatriz Cesarini

Do UOL, em São Paulo

27/06/2018 21h00

Nesta quinta-feira (28), Senegal e Colômbia entram em campo para confronto direto do grupo H por vaga nas oitavas de final da Copa do Mundo de 2018. Na Arena Samara, às 11 horas (de Brasília), os colombianos apostam todas as fichas em James Rodriguez, que transformou a seleção desde que pisou nos gramados da Rússia vestindo a camisa 10.

Simule os classificados e o mata-mata do Mundial
- Neymar S/A: a engrenagem por trás do maior jogador de futebol do Brasil
- De ídolo a homem de negócios, Ronaldo tem tudo a ver com a seleção atual

“Mister Copa”, James foi novidade no time titular da Colômbia durante a vitória por 3 a 0 sobre a Polônia. No jogo de estreia (derrota por 2 a 1 para o Japão), o meia começou no banco de reservas por causa de um incômodo na perna esquerda.

James liderou a Colômbia e foi eleito o melhor em campo no triunfo sobre a Polônia. Graças a ele, os colombianos conseguiram se reabilitar na Copa do Mundo e, agora, dependem de si mesmos para avançar no Mundial da Rússia.

Tudo isso prova o quanto James consegue crescer em Copas. Com duas assistências no último domingo (24) - para Mina e Cuadrado -, o colombiano alcançou uma marca de respeito: 10 participações em gols no principal campeonato de seleções.

Considerando os números de James no Brasil em 2014, o jogador chegou a quatro assistências em Copas. Além disso, ele soma seis gols em mundiais (todos anotados na última edição). O mais impressionante é que o meia precisou apenas de sete jogos (seis no Brasil e um na Rússia) para chegar ao feito. Nas últimas duas edições, nenhum outro jogador marcou ou deu mais passes para gols do que o colombiano.

James ganhou projeção mundial justamente após a Copa no Brasil, quando liderou a Colômbia na campanha até as quartas de final. Ele foi o artilheiro da competição e acabou contratado pelo Real Madrid após o torneio.

Apesar da imensa expectativa na chegada ao Santiago Bernabéu, o colombiano não conseguiu emplacar o bom rendimento apresentado no Brasil, amargou a reserva e deixou a equipe em julho do ano passado para se transferir para o Bayern de Munique.

No Bayern de Munique, James está passando por uma redenção de sua carreira. Prestes a completar 27 anos, ele terminou a temporada pré-Copa como titular do clube bávaro e participando de quatro gols (dois tentos e duas assistências) nos últimos quatro jogos que atuou. O clube alemão, inclusive, aproveitou para exaltar o desempenho do jogador diante dos poloneses. No Twitter, a equipe chamou o colombiano de "rei das assistências"

No Grupo H, três seleções ainda brigam por duas vagas nas oitavas de final. Senegal (quatro pontos) enfrenta a Colômbia (três) e Japão (também quatro pontos) pega a eliminada Polônia. Senegaleses e japoneses podem definir a liderança nos critérios disciplinares (número de expulsões e cartões amarelos), caso empatem seus jogos ou vençam pelo mesmo placar.

Já se a Polônia vencer o Japão, Senegal e Colômbia passam para as oitavas mesmo com um empate, porque os colombianos têm um gol a mais de saldo.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Copa 2018

Topo