Brasil

Marcelo confirma que lesões serão o grande fantasma da seleção na Rússia

Stuart Franklin / FIFA
Lateral Marcelo é substituído e deixa o campo chorando na partida entre Brasil e Sérvia, na Arena Spartak, em Moscou Imagem: Stuart Franklin / FIFA

Danilo Lavieri, Dassler Marques, João Henrique Marques, Luiza Oliveira e Ricardo Perrone

Do UOL, em Moscou (Rússia)

27/06/2018 16h51

Bastaram nove minutos de jogo nesta quarta-feira (27), diante da Sérvia, para que Tite se deparasse com mais um problema médico em sua seleção. Após tentativa de arrancada, Marcelo sofreu um espasmo na musculatura estabilizadora da coluna, deixou o gramado da Arena Spartak com os olhos marejados e provou que as lesões serão o grande fantasma da equipe na Copa do Mundo da Rússia.

- Assista aos gols de Brasil 2 x 0 Sérvia
- Brasil pega o México às 11h de segunda; veja tabela das oitavas
- Marcelo se lesiona e deixa campo chorando no primeiro tempo
- Alemanha foi eliminada sob tensão e com jogadores se xingando

Sem conseguir andar direito, não aguentou nem ficar no banco de reservas ao ser substituído por Filipe Luís. O lateral do Real Madrid pediu para ir direto ao vestiário e deixou o campo acompanhado do fisioterapeuta Bruno Mazziotti e do médico Rodrigo Lasmar.

Após a partida, a CBF informou que já apresentava "uma melhora após ser medicado e segue em tratamento e avaliação". O problema de Marcelo foi o sétimo da seleção brasileira nesta Copa, intensificando alerta já aceso na comissão técnica de Tite.

Antes de Marcelo, Neymar, Douglas Costa, Fagner, Renato Augusto, Fred e Danilo já tinham sofrido com problemas médicos em algum momento - além de Daniel Alves, que sequer foi à Copa por causa de uma lesão no joelho.

A dor de cabeça começou bem antes da Copa do Mundo. Em fevereiro, Neymar teve uma lesão no pé direito, atuando pelo Paris Saint-Germain, e precisou passar por uma cirurgia. O craque voltou aos gramados no início da preparação da seleção para a Copa e admite ainda não estar 100%.

Já na apresentação para o Mundial, mais problemas. Fagner e Douglas Costa, com lesões musculares, demoraram alguns dias a se juntar ao grupo para trabalhos táticos. Pouco depois, Renato Augusto sofreu com a sobrecarga de treinos e teve uma inflamação no joelho.

Nos dias de treinamento em Londres, o meia Fred recebeu uma entrada dura de Casemiro em treino e aumentou a lista de pacientes no departamento médico.

Na última quinta-feira, véspera do jogo contra a Costa Rica, Danilo sofreu com dores em um músculo do glúteo e se juntou ao “bonde” dos lesionados. Nessa partida, após o apito final, Douglas Costa aumentou a lista que parece não ter fim. O atacante sentiu novo problema muscular na coxa, desta vez na perna direita.

Departamento médico lotado

Nesta quarta-feira, enquanto a equipe encarava a Sérvia em Moscou, Danilo e Douglas Costa seguiam trabalho de fisioterapia em Sochi, base da seleção na Rússia. Assim tem sido desde o início da preparação, em 21 de maio.

Em nenhum momento os departamentos médico e de fisioterapia estiveram vazios na jornada brasileira neste Mundial. E assim deverá seguir nos próximos dias.

Ainda que Danilo apresente quadro positivo e possa voltar a campo já nas oitavas, contra o México, na segunda-feira, Douglas Costa ainda inspira cuidados e não está garantido no próximo jogo. Marcelo, lesionado nesta quarta, ainda não tem previsão de retorno.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Brasil

Topo