Copa 2018

Suécia passeia contra México, mas ambos avançam e podem pegar Brasil

Do UOL, em São Paulo (SP)

27/06/2018 12h54

O abatimento pelo gol de Toni Kroos no último minuto ficou no passado, e a Suécia assegurou vaga para as oitavas de final da Copa do Mundo. Em partida disputada nesta quarta-feira na cidade de Ecaterimburgo, a seleção europeia superou o México pelo placar de 3 a 0 e alcançou a liderança do Grupo F ao final desta terceira rodada. Augustinsson, Granquvist e Álvarez (contra) anotaram os gols.

Copa-2018: Assista aos gols de México 0 x 3 Suécia 

Simule resultados da última rodada e quem vai às oitavas
- Neymar S/A: a engrenagem por trás do maior jogador de futebol do Brasil
- De ídolo a homem de negócios, Ronaldo tem tudo a ver com a seleção atual

O resultado positivo deixou a Suécia com seis pontos e três gols de saldo, campanha que deixa a equipe na primeira colocação da chave. O México, depois de impressionar nas duas primeiras rodadas, acabou beneficiado pelo tropeço da Alemanha contra a Coreia do Sul e também se classificou. Ambos podem pegar o Brasil, caso o time comandado por Tite avance nesta quarta-feira

Mesmo com a pesada derrota, a equipe de Juan Carlos Osorio passou na segunda colocação também com seis pontos somados, mas saldo negativo de um gol após o revés desta quarta-feira. Nada que atrapalhasse a festa dos torcedores mexicanos, que arremessaram incontáveis litros de cerveja para o alto após a notícia do primeiro gol sul-coreano sobre a Alemanha.

Classificado na liderança, a Suécia joga na próxima terça-feira, às 11h (de Brasília), em São Petersburgo, contra o segundo colocado do Grupo E – Brasil, Suíça e Sérvia disputam as duas vagas. Os mexicanos, também classificados, pegam o líder da chave brasileira na segunda-feira, às 11h, em Samara.

Quem foi bem: Augustinsson

Matthias Hangst/Getty Images
Imagem: Matthias Hangst/Getty Images

Foi o responsável por abrir o caminho para a classificação sueca às oitavas de final da Copa do Mundo. O lateral esquerdo teve liberdade nesta quarta-feira e apareceu como elemento surpresa para anotar o primeiro gol do jogo, conseguindo superar um até então intransponível Ochoa, o melhor do México no confronto.

Quem foi mal: Chicharito

O símbolo da má atuação mexicana está no camisa 14. Sem a mesma mobilidade dos dois jogos anteriores, Chicharito se tornou alvo fácil dos fortes zagueiros suecos. O centroavante não conseguiu impor velocidade e ainda cometeu erros técnicos básicos, como passes curtos sem direção. De quebra, ainda desperdiçou uma excelente chance nos minutos finais.

Capitão confirma alívio

A Suécia dominou o México durante boa parte da partida, mas os gols do alívio só vieram no início do segundo tempo. Aos 5min, Augustinsson aproveitou chute errado do companheiro e pegou bem de canhota para superar Ochoa. O placar ganhou ainda mais justiça aos 16min, quando o capitão Granqvist converteu cobrança de pênalti e praticamente assegurou a passagem sueca para o mata-mata.

México sentiu o jogo?

Matthias Hangst/Getty Images
Imagem: Matthias Hangst/Getty Images

Mesmo favorecido pelos dois resultados positivos, o México iniciou a partida de maneira nervosa e aceitou facilmente o domínio sueco, com bolas esticadas para a área e imposição de jogo físico. A equipe de Juan Carlos Osorio se viu pressionada e precisou recorrer aos contra-ataques para ameaçar. Demorou pelo menos metade da primeira etapa para a equipe da Concacaf assustar a defesa sueca; pouco pelo futebol apresentado até então.

Suécia investe em bolas pelo alto

Era evidente a diferença física entre os dois times, e a Suécia tratou de explorar a bola aérea de maneira insistente. Faltas localizadas no meio-campo viravam a possibilidade de cruzar na direção da área mexicana. Foi assim que Berg, após desvio de Lustig, arrematou com a sola da chuteira e exigiu excelente intervenção de Ochoa, o grande destaque mexicano no primeiro tempo.

Pênalti?

ANDREW COULDRIDGE/REUTERS
Imagem: ANDREW COULDRIDGE/REUTERS

O árbitro de vídeo apareceu de maneira polêmica em Ecaterimburgo. Em sobra de bola dentro da área, os suecos imediatamente reclamaram de um toque de braço de Chicharito Hernández com a arbitragem. O árbitro Néstor Pitana consultou o VAR, mas optou apenas por confirmar o escanteio. A decisão revoltou o técnico Janne Andersson, que reclamou de maneira exaltada na linha lateral.

Cartão amarelo com 13s

O mexicano Jesús Gallardo entrou para a história da Copa do Mundo com apenas 13s de jogo. O lateral esquerdo cometeu falta dura em Claesson e recebeu o cartão mais rápido em todos os Mundiais; no caso, um amarelo. O recorde anterior pertencia ao uruguaio José Batista, expulso aos 51s em 13 de junho de 1986.

FICHA TÉCNICA
MÉXICO 0 x 3 SUÉCIA

Local: Arena de Ecaterimburgo, em Ecaterimburgo (Rússia)
Data: 27 de junho de 2018 (quarta-feira)
Horário: 11h (de Brasília)
Árbitro: Nestor Pitana (Argentina)
Assistentes: Hernan Maidana e Juan Pablo Belatti (ambos da Argentina)
Cartões Amarelos: Gallardo, Hector Moreno e Layún (México); Larsson e Lustig (Suécia)

Gols:
SUÉCIA: Augustinsson, aos 5min do 2º tempo, Granqvist (de pênalti), aos 16min do 2º tempo, e Álvarez (contra), aos 29min do 2º tempo

MÉXICO: Ochoa; Álvarez, Salcedo, Hector Moreno e Gallardo (Fabián); Guardado (Jesús Corona) e Hector Herrera; Layún (Oribe Peralta), Carlos Vela e Lozano; Chicharito Hernández.
Técnico: Juan Carlos Osorio.

SUÉCIA: Olsen; Lustig, Lindelof, Granqvist e Augustinsson; Claesson, Larsson (Svensson), Ekdal (Hiljemark) e Forsberg; Berg (Kiese Thelin) e Toivonen.
Técnico: Janne Andersson.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Copa 2018

Topo