Japão

Japão é criticado por não reagir contra Polônia: "Se classificou sem honra"

Julian Finney/Getty Images
Shinji Okazaki disputa bola com Rafal Kurzawa em Japão x Polônia Imagem: Julian Finney/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

28/06/2018 13h47

Nem a classificação para as oitavas de final da Copa do Mundo livrou o Japão de críticas da imprensa internacional. Garantida na próxima fase mesmo após ser derrotada por 1 a 0 contra a Polônia no Grupo H, a equipe nipônica recebeu desaprovações por entrar em campo nesta quinta-feira (28) sem seis titulares e ter abdicado de tentar buscar uma virada por já estar se classificando ao mata-mata com a vitória da Colômbia por 1 a 0 contra Senegal.

Assista ao gol da partida entre Japão e Polônia
- Neymar S/A: a engrenagem por trás do maior jogador de futebol do Brasil
- De ídolo a homem de negócios, Ronaldo tem tudo a ver com a seleção atual

O jornal espanhol acusou o técnico Akira Nishino de "brincar com fogo" por realizar trocas no seu time mesmo que a classificação japonesa não tivesse garantida. "Parece que fizeram o possível para não se classificarem [...] No segundo tempo foram varridos pelo time de Adam Nawalka (técnico da Polônia), que poderia ter saído com uma vantagem maior".

Reprodução/Marca
Imagem: Reprodução/Marca

O gol de Yerry Mina contra Senegal garantiu a segunda posição do Grupo H para os japoneses. Com os mesmos 4 pontos do Japão, os africanos ficaram na terceira posição do Grupo H por terem tomado seis cartões amarelos, contra quatro dos Samurais Azuis. O periódico francês L’Equipe criticou a equipe asiática por abdicar de tentar uma reação contra os poloneses após o tento do zagueiro do Barcelona.

"Não era um jogo muito atraente, mas os últimos quinze minutos foram muito mais angustiantes. Consciente de estar classificado, o Japão não teve interesse para pressionar e não jogou como fomos capazes de ver ontem os sul-coreanos contra a Alemanha (2 -0). O Japão está classificado, mas sem honras."

Conhecida revista esportiva da Alemanha, a Kicker também não gostou do que viu nos minutos finais do jogo que aconteceu na Arena Volgogrado. "Nos minutos finais, absolutamente nada aconteceu no campo. Apesar da desvantagem, o Japão discretamente tocava a bola para trás e para frente, e a Polônia não atacou."

A imprensa japonesa amenizou mais o tom. Um dos cinco maiores jornais do país, o Asahi Shimbun viu os passes sem objetivos da seleção com uma forma simples de manter o resultado.
"A etapa inicial foi defensiva, e a Polônia começou a atacar a partir do segundo tempo. Mas no fim o Japão passou a controlar a bola de forma segura, que pretendia manter o status quo".

Garantido nas oitavas de final, o Japão espera o primeiro colocado do Grupo G, que será decidido nesta quinta-feira no duelo entre Bélgica e Inglaterra. O duelo vai acontecer na próxima segunda-feira (2), em Rostov, às 15h. O vencedor deste confronto pegará o ganhador de Brasil x México na sexta-feira (6), também às 15h, mas na Arena Kazan.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Japão

Topo