Topo

Copa 2018


Com Mina na lista, jornal destaca 6 jovens revelações da Copa do Mundo

Yerry Mina, da Colômbia, disputa bola com M
Yerry Mina, da Colômbia, disputa bola com M'Baye Niang, de Senegal
Imagem: Reuters

Do UOL, em São Paulo

01/07/2018 07h15

O jornal britânico The Guardian publicou, neste domingo (1), uma lista com seis jogadores com 25 anos ou menos que estão se destacando como “jovens talentos” da Copa do Mundo. Elaborada pelo olheiro e chefe do departamento de futebol do clube inglês Huddersfield, David Moss, a relação tem, entre outros, o ex-palmeirense Yerry Mina, da Colômbia.

- Veja a tabela completa, as datas e as chaves das oitavas de final
- Simule os resultados e veja como ficam as quartas de final
- Neymar S/A: a engrenagem por trás do maior jogador do Brasil

Os atletas listados merecem atenção, de acordo com Moss, pelo bom desempenho que apresentaram em suas seleções, ainda que algumas já estejam desclassificadas do Mundial. O olheiro afirmou que os seis jogadores dariam também excelentes reforços para as equipes que disputam a primeira divisão do Campeonato Inglês. Confira a relação abaixo.

1. Ante Rebic, da Croácia

Rebic chuta de primeira e abre o placar da Croácia contra a Argentina - Clive Mason/Getty Images
Rebic chuta de primeira e abre o placar da Croácia contra a Argentina
Imagem: Clive Mason/Getty Images

O atacante croata, que tem vínculo com a Fiorentina mas está emprestado ao Eintracht Frankfurt, figura na lista por características ofensivas e defensivas. Ele é veloz, bom driblador e objetivo, ao mesmo tempo que apresenta proatividade na marcação, segundo o olheiro do Huddersfield. Rebic pressiona os zagueiros adversários e se mostrou,na Copa, um bom roubador de bolas. Foi dos pés dele que saiu o primeiro gol da Croácia na vitória por 3 a 0 sobre a Argentina.

2. Juan Quintero, da Colômbia

Juan Quintero comemora gol contra Japão - Filippo Monteforte/AFP
Juan Quintero comemora gol contra Japão
Imagem: Filippo Monteforte/AFP

O meia colombiano, que defende o River Plate, apresentou no Mundial um domínio de bola requintado, do melhor nível, de acordo com Moss. O jogador foi classificado como um meio-campista completo, com qualidade no toque de primeira, no passe, nos dribles e no chute. Além disso, protagonizou alguns dos melhores lances de sua seleção na vitória por 3 a 0 contra a Polônia, servindo os companheiros de equipe. Na derrota da Colômbia por 2 a 1 contra o Japão, fez o gol de honra de seu país.

3.  Sergej Milinkovic-Savic, da Sérvia

Milinkovic-Savic acerta bicicleta no duelo entre Costa Rica e Sérvia - Stu Forster/Getty Images
Milinkovic-Savic acerta bicicleta no duelo entre Costa Rica e Sérvia
Imagem: Stu Forster/Getty Images

O meio-campista, que é jogador da Lazio e esteve na derrota da Sérvia para o Brasil por 2 a 0, impõe-se em campo sobre os adversários. Com 1,92 m de altura, domina o jogo aéreo tanto no ataque quanto na defesa. Mais do que isto, ele tem trato fino da bola e faro de gol, já que arrisca chutes de várias faixas de campo, conforme diz a avaliação do The Guardian. Na vitória por 1 a 0 sobre a Costa Rica, protagonizou um belo lance, arriscando uma bicicleta. No Campeonato Italiano, Milinkovic-Savic marcou 12 vezes em 35 jogos.

4. Manuel Akanji, da Suíça

Manuel Akanji faz marcação em Gabriel Jesus durante o jogo entre Brasil e Suíça - Laurence Griffiths/Getty Images
Manuel Akanji faz marcação em Gabriel Jesus durante o jogo entre Brasil e Suíça
Imagem: Laurence Griffiths/Getty Images

O zagueiro, do Borussia Dortmund, tem tudo aquilo que é necessário em um jogador de miolo de defesa de alto nível, segundo Moss. Tem 1,86 m de altura, força física, técnica e velocidade. O jogador, que esteve no empate por 1 a 1 entre as seleções brasileira e suíça, também sabe lidar com situações de mano a mano contra atacantes e mostrou inteligência nos lances de dividida de bola. Foi ele, inclusive, que mal deixou Gabriel Jesus jogar no duelo contra a equipe verde e amarelo.

5. Yerry Mina, da Colômbia

Mina comemora seu gol na vitória da Colômbia por 1 a 0 contra o Senegal - REUTERS/David Gray
Mina comemora seu gol na vitória da Colômbia por 1 a 0 contra o Senegal
Imagem: REUTERS/David Gray

“Tudo sobre o estilo de jogo de Mina está no nível da elite [do futebol]”, escreveu o olheiro do Huddersfield sobre o jogador que saiu do Palmeiras no início do ano para vestir a camisa do Barcelona. O zagueiro é alto, com 1,95 m, e não só é seguro atrás, como sabe levar perigo aos adversários nos lances de bola parada - já fez dois gols neste Mundial em jogadas do tipo. O defensor ainda tem vigor físico, velocidade, técnica e inteligência em campo.

6. Aleksandr Golovin, da Rússia

Golovin domina a bola na goleada da Rússia por 5 a 0 sobre a Arábia Saudita - MAXIM SHEMETOV/REUTERS
Golovin domina a bola na goleada da Rússia por 5 a 0 sobre a Arábia Saudita
Imagem: MAXIM SHEMETOV/REUTERS

O jogador, atualmente no CSKA Moscou, mostrou energia e mobilidade nas partidas que atuou. De acordo com Moss, Golovin sabe atuar tanto como meia-atacante quanto como armador. “Ele mantém a posse de bola de forma impressionante e cria muitas chances para os companheiros de equipe”, disse o olheiro que também ressaltou as qualidades defensivas do atleta. “Sabe diminuir os espaços na marcação.”

Mais Copa 2018