Topo

Suécia

  • Athletico CAP
  • Atlético-MG AMG
  • Avaí AVA
  • Bahia BAH
  • Botafogo BOT
  • Ceará CEA
  • Corinthians COR
  • Coritiba CBA
  • Chapecoense CHA
  • Cruzeiro CRU
  • CSA CSA
  • Flamengo FLA
  • Fluminense FLU
  • Fortaleza FOR
  • Goiás GOI
  • Grêmio GRE
  • Internacional INT
  • Palmeiras PAL
  • Santos SAN
  • São Paulo SAO
  • Sport SPO
  • Vasco VAS

Capitão da Suécia diz que dormiu pouco por nascimento de filha: "Sonho"

Reprodução/Instagram
Capitão da Suécia, Andreas Granqvist publica foto da filha recém-nascida Imagem: Reprodução/Instagram

Do UOL, em São Paulo

2018-07-06T09:46:33

06/07/2018 09h46

Dividido entre jogar a partida das quartas de final contra a Inglaterra ou acompanhar o nascimento de sua filha, o capitão da seleção da Suécia, Andreas Granqvist, optou por permanecer com os companheiros de equipe, mas recebeu uma boa notícia. A menina nasceu saudável nesta sexta (6), e tanto ela quanto a esposa Sarah passam bem.

Veja a tabela completa, as datas e as chaves das quartas de final
Simule os resultados das quartas de final 
Neymar S/A: a engrenagem por trás do maior jogador de futebol do Brasil

Granqvist disse que “foi um sonho” saber da novidade, apesar da noite ruim, esperando para ter mais detalhes. “Eu quase não dormi. Mas estou feliz pelo que aconteceu. Tudo ocorreu bem, e tanto minha filha quanto minha esposa estão ótimas”, disse após ser questionado por jornalistas, durante a entrevista coletiva da equipe.

Ele publicou uma foto da menina, o segundo filho do casal, no seu perfil no Instagram, logo que foi avisado do nascimento. Mas disse que, no momento, a prioridade é a Copa do Mundo. “Agora estou preocupado em fazer um bom jogo amanhã, executar nossos planos, dar tudo de mim e, finalmente, obter o resultado para o qual viemos aqui.”

Na quinta (5), o capitão admitiu que cogitou voltar para a Suécia, mas afirmou que não abandonaria a equipe para a partida contra a Inglaterra. “Se eu tivesse a chance de pegar um voo rapidamente para casa [antes do jogo], talvez eu o faria. Mas não importa o que aconteça, jogarei”, declarou.

A decisão de permanecer no Mundial foi tomada em conjunto com a esposa. “Planejei ficar. Ela [Sarah] é uma pessoa muito forte e já sabíamos da situação antes de eu vir para cá”, explicou o jogador.

Mais Suécia