Croácia

Valente, Croácia corre 3 maratonas a mais que a França para chegar à final

AFP PHOTO / Yuri CORTEZ
Fotógrafo que foi "atropelado" registrou o momento da comemoração de Mandzukic Imagem: AFP PHOTO / Yuri CORTEZ

Danilo Lavieri, Marcel Rizzo e Rodrigo Mattos

Do UOL, em Moscou (Rússia)

11/07/2018 20h23

Três prorrogações e um fôlego invejável. A Croácia venceu a Inglaterra na semifinal da Copa em mais um jogo de 120 minutos e correndo muito. De novo.

Impressiona o vigor físico da Croácia, que vai à final da Copa do Mundo na base do coração, como o primeiro time da história a superar três prorrogações seguidas. Contra os ingleses, o time de Modric e Rakitic sequer fez substituições até o início da prorrogação. Ao todo, segundo contagem da Fifa, a seleção que bateu a Inglaterra correu 723,9 km nas seis partidas, somando todos os jogadores que estiveram em campo. São 116,4 km, ou quase três maratonas inteiras (cada uma tem 42,195 km), a mais do que percorreram em distância seus rivais na final de domingo, os franceses (607,5 km).

Luka Modric, que para muitos disputa com o atacante francês Kylian Mbappé o posto de melhor jogador da Copa, foi o atleta que mais correu na Rússia, com 63,03 km percorridos nos seis jogos que fez. O russo Zobnin fez um pouco menos, 62.95 km, com uma partida a menos, mas entre os cinco primeiros nessa estatística três são croatas: além de Modric, estão no top 5 Rakitic (62,85 km) e Perisic (62,42 km).

Não à toa, os três são os motores do time croata. Modric, especialmente, é impressionante. Não aparece para o público como outras estrelas, mas um olhar atento mostra ele migra da intermediária de ataque para a de defesa várias vezes durante uma partida. É dele a incumbência de armar o time, mas se a bola é recuperada pelo adversário, Modric o persegue até o fim do lance. Não é incomum vê-lo, por exemplo, dar carrinho na lateral do campo.

"Queria substituir, mas ninguém queria sair. Falei com físicos, e médicos, e todos os esforços por eles. Alguns jogadores atuaram com menores lesões que não teriam. Dois jogadores atuaram com metade da perna. Ninguém queria sair ou mostrava cansaço. Isso mostrava caráter. Ninguém desistiu", disse o técnico Zlatko Dalić.

Depois de uma primeira fase mais tranquila, em que avançou vencendo as três partidas e com classificação antecipada, o time sofreu a partir das oitavas de final. Nos três jogos, saiu perdendo e precisou correr atrás. Contra a Dinamarca, levou o gol no início, mas logo empatou. O jogo seguiu igual e a vitória saiu nos pênaltis. Contra a Rússia, nas quartas de final, a Croácia com certeza viveu o jogo mais físico, já que os donos da casa também se destacaram na Copa nesse fundamento, lidando até com insinuações de doping. 

A Croácia saiu perdendo em Sochi por 1 a 0, e chegou ao empate. Na prorrogação, virou a partida, mas nos minutos depois levou o empate, gol do brasileiro naturalizado russo Mário Fernandes. Foi preciso outra vitória nos pênaltis, o que mostra que, além do físico, mentalmente o time também parece bem.

Na semifinal, outro gol tomado no começo da partida, mas dessa vez a reação não foi imediata. O gol de empate só saiu aos 23 minutos do segundo tempo, e quando a prorrogação se aproximava, a pergunta de quem estava no estádio Luzhniki era exatamente como fisicamente os croatas reagiriam.

Bem, novamente, a ponto de controlar o jogo e superar os ingleses em bolas aéreas, principal arma inglesa após a perda da vantagem, que exigem esforço físico intenso. O vigor dos croatas também pode ser notado também com outros dados. Rebic, por exemplo, atingiu a maior velocidade no Mundial, de 34 km/h, empatado com Cristiano Ronaldo, de Portugal. Já Perisic é o "rei" dos sprints, arrancadas em curtos espaços, com 304, são 42 a mais que o segundo colocado, o russo Golovin.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Croácia

Topo