Topo

Egito

  • Athletico CAP
  • Atlético-MG AMG
  • Avaí AVA
  • Bahia BAH
  • Botafogo BOT
  • Ceará CEA
  • Corinthians COR
  • Coritiba CBA
  • Chapecoense CHA
  • Cruzeiro CRU
  • CSA CSA
  • Flamengo FLA
  • Fluminense FLU
  • Fortaleza FOR
  • Goiás GOI
  • Grêmio GRE
  • Internacional INT
  • Palmeiras PAL
  • Santos SAN
  • São Paulo SAO
  • Sport SPO
  • Vasco VAS

Salah ganha título de "cidadão honorário" da Chechênia

AFP PHOTO / KARIM JAAFAR
Mohamed Salah, durante treino do Egito Imagem: AFP PHOTO / KARIM JAAFAR

2018-06-23T10:11:18

23/06/2018 10h11

A autoridade máxima política da Chechênia, Ramzan Kadyrov, concedeu o título de "cidadão honorário checheno" a Mohamed Salah, astro da seleção do Egito, que escolheu Grozny como sua base durante a Copa do Mundo. O anúncio foi feito pela Federação Egípcia de Futebol.

Simule os classificados e o mata-mata do Mundial
- Neymar S/A: a engrenagem por trás do maior jogador de futebol do Brasil
- De ídolo a homem de negócios, Ronaldo tem tudo a ver com a seleção atual

Os "Faraós" foram eliminados após dois jogos no Grupo A ao perderem para o Uruguai (1 a 0) e para a Rússia (3 a 1), e vão encerrar sua participação na competição na segunda-feira contra a Arábia Saudita, também eliminada.

Kadirov recebeu a seleção egípcia na sexta-feira em um jantar em Grozny, antes da viagem da equipe para Volgogrado para a partida contra os sauditas.

A Federação Egípcia de Futebol publicou em suas redes sociais várias fotos da recepção e, em uma delas, Kadirov e Salah apertam as mãos, sorrindo e com o jogador entregando uma camisa dedicada ao líder.

Ramzan Kadirov "concedeu a cidadania honorária chechena à estrela da seleção", indicou a Federação Egípcia em suas legendas.

Dois dias antes da Copa, outra foto de Salah cumprimentando Kadirov já havia virado notícia e levantado críticas de organizações de defesa dos direitos humanos.

Ao escolher a cidade de Grozny, capital da Chechênia e distante dos locais do torneio, como seu local de concentração, o Egito optou por se distanciar dos principais meios de comunicação.

O fato de que o fim do Ramadã coincidiu com o início da Copa do Mundo também poderia ter influenciado na eleição daquela cidade.

A Chechênia, de maioria muçulmana, é dirigida com mão de ferro por Kadirov, com o apoio do presidente russo Vladimir Putin. As organizações de defesa dos direitos humanos denunciam regularmente ataques graves às liberdades nesse território.

O jogador de 26 anos e estrela do Liverpool chegou à Copa lesionado. Ele não participou da primeira partida contra os uruguaios, mas foi titular contra os russos, sem ser capaz de evitar a derrota de sua equipe.

Mais Egito