Topo

Coreia do Sul

  • Athletico CAP
  • Atlético-MG AMG
  • Avaí AVA
  • Bahia BAH
  • Botafogo BOT
  • Ceará CEA
  • Corinthians COR
  • Coritiba CBA
  • Chapecoense CHA
  • Cruzeiro CRU
  • CSA CSA
  • Flamengo FLA
  • Fluminense FLU
  • Fortaleza FOR
  • Goiás GOI
  • Grêmio GRE
  • Internacional INT
  • Palmeiras PAL
  • Santos SAN
  • São Paulo SAO
  • Sport SPO
  • Vasco VAS

Torcida pede dispensa militar para jogadores-heróis da Coreia do Sul

Jogadores da Coreia do Sul comemoram o gol de Son Heung-Mi contra a Alemanha - Getty Images
Jogadores da Coreia do Sul comemoram o gol de Son Heung-Mi contra a Alemanha Imagem: Getty Images

28/06/2018 13h20

Os torcedores sul-coreanos deliraram com a vitória de 2 a 0 de sua seleção ante a atual campeã mundial Alemanha, que acabou eliminada da Copa do Mundo, e pediram nesta quinta-feira que seus jogadores sejam premiados com a dispensa militar.

- Assista aos gols de Brasil 2 x 0 Sérvia
- Brasil pega o México às 11h de segunda; veja tabela das oitavas
- Marcelo se lesiona e deixa campo chorando no primeiro tempo
- Alemanha foi eliminada sob tensão e com jogadores se xingando

A Coreia do Sul conseguiu sua única vitória no torneio, mas não conseguiu passar para as oitavas de final.

Depois do fracasso no Mundial do Brasil-2014, a equipe foi recebida em casa com uma chuva de doces - um insulto tipicamente sul-coreano - pela falta de triunfos.

Dessa vez, com a incrível vitória sobre a Mannschaft, apagando sua pálida participação inicial ante Suécia (1 a 0) e México (2 a 1) pelo Grupo F, os jogadores sul-coreanos viraram heróis.

"Os 'Guerreiros de Taeguk' derrotaram os atuais campeões", afirmou a agência de notícias Yonhap.

As redes sociais sul-coreanas foram tomadas de mensagens de elogio e incredulidade pelo feito de seus jogadores.

"Derrotamos a Alemanha, a campeã do mundo! Foi uma despedida honrosa!", afirmou um internauta.

O primeiro-ministro Lee Nak-yeon também usou as plataformas digitais para comentar a vitória surpreendente. "A realidade golpeou nossa imaginação hoje", tuitou ele.

Foram lançados dezenas de petições online pedindo que o presidente Moon Jae-in dispense os jogadores de seus dois anos obrigatórios de serviço militar.

"Esse talento não deve ser desperdiçado no exército", afirma uma pessoa que assinou uma das petições.

Mais Coreia do Sul