Resumo do Dia
  • x

11/07

Pequenos e barulhentos

Festa de 4 milhões: Croácia é o menor país numa final de Copa desde 1950

Dan Mullan/Getty Images

Pior ranking da Fifa numa final

Qual o tamanho da façanha da Croácia de chegar pela primeira vez em uma final de Copa? A seleção dirigida por Zlatko Dalic é a pior colocada no ranking da Fifa a aparecer numa decisão (atualmente 20º lugar). Mas o feito conquistado nesta quarta-feira diante da Inglaterra transcende o universo esportivo.

A Croácia é uma nação minúscula de pouco mais de 4 milhões de habitantes. É o segundo menor país na história a chegar numa decisão de Copas. Só o Uruguai, finalista em 1930 e 1950, tinha uma população inferior.

Em Copas, a história croata é curta, mas já relevante. Após a fragmentação política da Iugoslávia, a Croácia estreou em Mundiais com o 3º lugar em 1998. Em apenas 20 anos, são duas semifinais no currículo – e agora uma decisão.

Pequenos e barulhentos. Na Rússia, membros da delegação do país polemizaram ao dedicar à Ucrânia a vaga na semifinal, ignorando as tensões políticas em razão da recente anexação da região da Crimeia ao território russo. Nesta quarta, Domagoj Vida, um dos envolvidos na episódio, foi vaiado pelos anfitriões do torneio.

Este finalista improvável, despercebido para analistas e apostadores, tenta ampliar o tamanho da façanha no domingo. Na final reveem a França, adversário que derrotou a Croácia na semifinal há 20 anos. Alguém ainda ousa duvidar dos croatas?

Dan Mullan/Getty Images Dan Mullan/Getty Images

Jogo do dia

Croácia 2x1 Inglaterra

A Inglaterra abriu o placar com um belo gol de falta de Trippier no começo do jogo. Mas a Croácia conseguiu o empate com Perisic e encarou a terceira prorrogação seguida. Depois, um gol de Madzukic selou a vaga para a primeira final da história dos croatas em Copas. O título será decidido contra a França no domingo

ler mais

Primeira final

Frases do dia

Foi excelente chegar até aqui. Claro que queríamos ganhar, mas faltou algo a mais. Dói, não sei mais o que te dizer

Harry Kane

Harry Kane, atacante da Inglaterra, sobre a derrota para a Croácia na semifinal

Conversei com meus amigos, com meus colegas de equipe, e não é um milagre, porque acreditávamos, mas ser tão corajoso diante de uma Inglaterra, jogar um jogo desse tipo, com o coração. Tudo está incendiado de alegria. Acredito que toda a Croácia está em festa

Mario Mandzukic

Mario Mandzukic, autor do segundo gol da Croácia na semifinal contra a Inglaterra

Foi merecido, temos de parabenizar os jogadores. Conseguimos a maior vitória da história. Não fui eu, foram os jogadores. O que eles fizeram hoje, o quanto lutaram e correram é para ficar na história. Obrigado a todos eles, ao público aqui e a todos na Croácia

Zlatko Dalic

Zlatko Dalic, técnico da Croácia, ao comemorar a classificação para a final

Eles podem pensar o que quiserem. Se eu os ofendi, me desculpe, mas estou na final. Isso é tudo

Kylian Mbappé

Kylian Mbappé, em resposta às críticas dos rivais belgas após a semifinal de terça-feira

Neymar buscava, buscava [o jogo], mas... creio que houve uma advertência por parte da Fifa, porque vimos um Neymar incrivelmente parado em quase toda a partida. Ele deve ter caído duas vezes, quando estávamos acostumados a vê-lo [caindo] umas 20 vezes

Diego Maradona

Diego Maradona, em comentário sobre a partida de Neymar contra a Bélgica

Todos os bons treinadores tentariam explorar os espaços nas costas de Marcelo, como fez a Bélgica. Por isso e pelo talento ofensivo do lateral, indaguei se não seria bom testar Marcelo como meia pela esquerda ou mesmo como um ala, no esquema com três zagueiros

Tostão

Tostão, ex-jogador da seleção brasileira, em sua coluna na Folha de S. Paulo

Alexander Hassenstein/Getty Images Alexander Hassenstein/Getty Images
Reprodução Reprodução

Imprensa inglesa fala em orgulho após queda na semifinal

Apesar da dor pelo sonho frustrado de ir à final, a imprensa da Inglaterra fez questão de reconhecer a campanha da seleção de Gareth Southgate. Os jornais do país usaram termos como "orgulho" para falar da derrota na prorrogação para a Croácia. 

"Vocês nos deixaram orgulhosos", escreveu o tabloide "The Sun" em sua versão online. "Estamos voltando para casa. Uma Copa memorável acaba numa derrota de partir o coração", descreveu o "Daily Mail" para falar sobre a dramática vitória dos croatas na prorrogação. 

Já o "Telegraph" publicou um balanço de quais jogadores foram bem e quem decepcionou contra a Croácia. De quebra, ainda encheu de elogios Southgate, o "técnico subestimado capaz de transformar a relação do país com a seleção".

AFP AFP

Torcedora do dia

A presidente Kolinda Grabar-Kitarovic tem sido um dos destaques fora de campo da surpreendente campanha da Croácia na Copa. A chefe de estado esteve em alguns jogos do time no Mundial, pagando ingresso do próprio bolso, sem fazer uso da condição de autoridade.

Nesta quarta Kolinda estava distante, participante de uma reunião da OTAN (Organização do Tratado do Atlântico Norte) em Bruxelas, na Bélgica. Na reunião com outros chefes de estado, a presidente da Croácia presenteou o presidente americano Donald Trump com uma camisa da seleção.

A expectativa é que Grabar-Kitarovic esteja em Moscou para a decisão com a França no domingo, ao lado do colega francês Emmanuel Macron.

AP Photo/Alastair Grant AP Photo/Alastair Grant

UOL Vê TV: Gimenez vira alvo de piadas por pé-frio de Jagger

Luciana Gimenez bem que torceu, mas a Inglaterra acabou eliminada nas semifinais da Copa do Mundo. Diante da Croácia, o time comandado por Gareth Southgate perdeu por 2 a 1 e viu os rivais avançando à decisão.

No Twitter, a apresentadora da RedeTV! esfriou após mostrar muito ânimo na torcida pelos ingleses. "Merecido! Pena", escreveu Luciana em sua conta na rede social.

O público, porém, não perdoou a mãe de um dos filhos de Mick Jagger e lembrou a fama de pé-frio do líder dos Rolling Stones em jogos de Copa. O músico, por sinal, estava presente no estádio Luzhniki para a partida.

ler mais
Antonio Bronic/Reuters Antonio Bronic/Reuters

Curtiu? Compartilhe.

Topo