Resumo do Dia
  • x

12/7

Eles já dominaram o mundo

Final da Copa comprova crescimento da Croácia e quebra marca de 16 anos

REUTERS/Antonio Bronic

Claro que ver a Croácia, um país que se tornou independente em 1991 e tem quatro milhões de habitantes, na final da Copa do Mundo traz surpresa. Mas o que a seleção liderada pelo astro Luka Modric tem feito na Rússia é apenas um reflexo da história que essa geração croata já tem conseguido escrever no futebol, antes mesmo de enfrentar a França no domingo, em Moscou.

Embora ser campeão seja um sonho real e ainda mais bonito, os croatas já se consideram donos dos planeta. Festejam sem parar pelas ruas do país e estão representados pela alegria dos jogadores em cada entrevista coletiva em solo russo. Modric já prometeu pintar o cabelo em caso de título e o zagueiro Dejan Lovren pediu que reconheçam: ele está entre os melhores do mundo na posição.

Esses dois, além de Mateo Kovacic, reforçam o feito histórico da Croácia. Em menos de dois meses, chegaram às duas finais mais importantes do futebol: a Copa e a Liga dos Campeões. Kovacic e Modric foram campeões da Champions pelo Real Madrid, junto do agora rival francês Raphael Varane.

É o maior número de finalistas dos dois torneios no mesmo ano desde 2002, quando sete jogadores de Bayer Leverkusen (os alemães Ramelow, Neuville, Ballack, Schneider e Butt e o brasileiro Lúcio) e Real Madrid (Roberto Carlos) estavam presentes na decisão entre Brasil e Alemanha, no Japão. Só o lateral-esquerdo faturou as duas taças.

Frases do dia

Ele me disse que eu deveria saborear um pouco a vitória, mas em seguida descansar e já me concentrar na final. E me falou para não pensar que está tudo feito, porque esta é uma oportunidade única

Antoine Griezmann

Antoine Griezmann, sobre os conselhos de Diego Simeone, seu técnico no Atlético de Madrid

Fisicamente, eles [croatas] podem estar fatigados porque jogaram três prorrogações, mas esta será uma final de Copa do Mundo. Isso não fará diferença. Jogarão tudo

Samuel Umtiti

Samuel Umtiti, zagueiro da seleção francesa

Croácia fez um grande jogo contra a Inglaterra, mentalmente eles são muito fortes. E é claro que querem se vingar da derrota em 1998 [na semifinal]. Será uma grande final

Paulo Pogba

Paulo Pogba, meio-campista da seleção francesa

Sempre temos que respeitar as outras equipes, isso é a primeira coisa. É uma motivação quando falam tantas besteiras, te motivam ao máximo. Esta equipe tem uma grande força e temos demonstrado isso

Luka Modric

Luka Modric, meia da seleção croata

Sinto muito que parte da mídia interpretou dessa forma a nossa frase. É claro que não foi uma mensagem política, mas apenas um agradecimento ao apoio da Ucrânia, onde jogamos por muitos anos

Domagoj Vida

Domagoj Vida, zagueiro da seleção croata, sobre polêmica política com a Rússia

Eu entendo que no começo da Copa só se falavam em Neymar, Messi e Cristiano Ronaldo. Mas agora eles estão na praia. E outros jogadores estão aqui, como o Modric

Zlatko Dalic

Zlatko Dalic, técnico da seleção croata

Muitas emoções. Primeiro, quero dizer que estou muito orgulhoso deste time e desta delegação por darem tudo neste longo período juntos. Conseguimos superar muitos desafios que assombravam a Inglaterra no passado

Harry Kane

Harry Kane, atacante da seleção inglesa

Laurence Griffiths/Getty Images Laurence Griffiths/Getty Images
Shaun Botterill - FIFA/FIFA via Getty Images Shaun Botterill - FIFA/FIFA via Getty Images

L'Équipe aponta coincidência de 36 anos na Copa

O jornal francês L'Équipe apresentou uma coincidência entre todas as finais de Copa do Mundo desde o embate entre Itália e Alemanha em 1982. De lá até a edição deste ano, na Rússia, dois times conseguiram emplacar representantes nas seleções finalistas sem parar: Bayern de Munique e Internazionale de Milão.

Ao todo, 47 atletas das duas equipes estiveram nas últimas dez finais de Copa, sendo 28 do clube alemão e 19 dos italianos. Neste Mundial, a vantagem é da Inter, que tem os croatas Ivan Perisic e Marcelo Brozovic. O Bayern conta com o francês Corentin Tolisso.

Reprodução/TV Globo Reprodução/TV Globo

UOL Vê TV: Ana Maria Braga elogia mulheres da Globo na Copa

A apresentadora Ana Maria Braga elogiou, durante o programa “Mais Você” desta quinta-feira (12), as mulheres que estão trabalhando na cobertura da Copa do Mundo pela Rede Globo de Televisão. “Super profissionais lindas, sabem tudo de futebol". A apresentadora citou algumas das jornalistas que foram escaladas para trabalhar no evento, como Fernanda Gentil, Glenda Kozlowski e Júlia Guimarães.

ler mais
AP Photo/Pavel Golovkin AP Photo/Pavel Golovkin

Curtiu? Compartilhe.

Topo