UOL de Primeira

Os bastidores do futebol em primeira mão

Leila tentou ceder jatinho para Guerra voltar ao Brasil, mas foi impedida

Danilo Lavieri/UOL
Guerra tinha sido escolhido como o nome do jogo para as ações de marketing no Allianz Parque nesta quarta Imagem: Danilo Lavieri/UOL
Exclusivo para assinantes UOL

06/07/2017 10h45

A dona da Crefisa, Leila Pereira, tentou emprestar seu jato particular para que Guerra voltasse ao Brasil para prestar apoio à família e ao seu filho, que está internado após se afogar na piscina da casa no bairro residencial de Alphaville, em Barueri (Grande São Paulo), durante uma festa. A aeronave estava em Guayaquil porque ela foi até o Equador para assistir à abertura das oitavas da Libertadores in loco. A burocracia exigida para as viagens, no entanto, inviabilizou a ajuda e o venezuelano voltou ao Brasil em um voo comum. O meia chegou ao Palmeiras contratado com dinheiro da patrocinadora. (por Danilo Lavieri)

Palmeiras: Guerra, o susto e o evento no Allianz

Para contemplar torcedores que não foram ao Equador, o Palmeiras montou um evento no Allianz Parque para transmitir o duelo com o Barcelona. Quem foi viu um evento montado em torno de Alejandro Guerra, que tinha sido escolhido como o nome do jogo para as ações de marketing. 

Mais UOL de Primeira

Topo