UOL de Primeira

Os bastidores do futebol em primeira mão para assinantes UOL

Antes de ser afastado, Pintado ignorou pedido de Leco e bancou veto a Cueva

Marcello Zambrana/AGIF
Cueva e Pintado conversam durante treinamento do São Paulo no CT da Barra Funda Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

Do UOL, em São Paulo

11/07/2017 11h16

Pintado gerou insatisfação no São Paulo no fim de semana, com a decisão de não relacionar Cueva para o clássico de domingo contra o Santos. O presidente Carlos Augusto de Barros e Silva não gostou de saber que o peruano seria cortado, já que apenas cinco estrangeiros poderiam ir para o jogo na Vila Belmiro, e acreditava que deixar o meia no banco serviria como incentivo para uma reação.

O auxiliar preferiu uma atitude mais austera e confirmou o corte dos relacionados. Foram para a Vila, Arboleda, Lugano, Buffarini, Gómez e Pratto, sendo que apenas o uruguaio não jogou. (por Bruno Grossi e José Eduardo Martins)

Árbitro de polêmica no divã

Protagonista do dérbi de 23 de fevereiro, quando expulsou Gabriel por falta cometida por Maycon, Thiago Duarte Peixoto ainda tenta reerguer a carreira após aquele Corinthians 1 x 0 Palmeiras. Depois de uma viagem para descanso, o árbitro até hoje passa por espécie de trabalho de reciclagem. Além de acompanhamento técnico e físico, Thiago tem foco maior em um trabalho intenso com psicóloga da Federação Paulista.

Embora seja comum que árbitros recebam acompanhamento do tipo, o de Thiago tem sido mais intenso desde o episódio. Desde fevereiro, uma profissional da área tem encontros semanais, além de conversas telefônicas, com o árbitro que ficou marcado por um erro de grande proporção. No plano de recuperação de Thiago, a FPF também não tem liberado entrevistas desde então. Depois de cumprir suspensão de dois meses, ele tem atuado em jogos da Série A (dois até aqui), Série B e Copa do Brasil. (por Dassler Marques e José Edgar de Matos)

São Paulo: Dorival e Pintado

A diretoria resolveu explicar para Dorival Júnior a insatisfação com Pintado, incluindo problemas no relacionamento com Rogério Ceni e suposto vazamento de informações. O técnico não gostou do relato e deixou nas mãos dos dirigentes a decisão sobre o futuro do auxiliar. 

Em respeito ao ídolo, campeão mundial em 1992, os cartolas querem oferecer um projeto em Cotia para que ele cuide das categorias de base em vez de demiti-lo. Dorival, que teve problemas com Marcelo Fernandes, também auxiliar fixo, no Santos, apenas sinalizou que preferia trabalhar com sua comissão no dia a dia, casos do auxiliar Lucas Silvestre, do analista Léo Porto e do preparador físico Celso Rezende. (por Bruno Grossi e José Eduardo Martins)

Palmeiras: Mattos blindado

O Palmeiras descarta colocar um diretor estatutário no futebol neste momento. O pedido de mustafistas, revelado pelo Blog do Ohata, será ignorado por Maurício Galiotte. A atitude blinda Alexandre Mattos, que admite o alto número de contratações, mas destaca a necessidade de reconstruir um elenco que quase caiu em 2014. O diretor de futebol ainda relembra que o time fechou no azul em todos esses meses.  Além disso, a negativa mantém a promessa feita pelo presidente sobre a bandeira do profissionalismo. Vale lembrar que, no início de sua gestão, o cartola negou esse mesmo pedido feito por Paulo Nobre, que pensou em ser homem forte de futebol. (por Danilo Lavieri)

Seleção: Duelo contra africanos em novembro

Sem um acordo para um amistoso contra o Japão, a CBF estuda convidar uma seleção africana para jogar contra o Brasil na janela de datas Fifa no mês de novembro. Serão dois amistosos: um deles contra a Inglaterra, em Londres. O segundo também seria na Europa. A ideia de um time da África é do técnico Tite e do coordenador Edu Gaspar. Ambos desejam testes contra as mais diversas escolas antes da Copa. Após o encerramento de 2017, o Brasil enfrentará Alemanha e Rússia, em março de 2018. A equipe ainda deverá fazer mais dois jogos antes da estreia no Mundial. (por Pedro Ivo Almeida)

Mais CBF: Coronel Nunes hospitalizado

Primeiro dirigente na linha de sucessão do sempre ameaçado Marco Polo Del Nero, o vice-presidente da CBF, coronel Nunes, está hospitalizado. Com problemas respiratórios, o cartola está internado em um hospital na Zona Sul do Rio de Janeiro e ainda não tem previsão de alta. Os primeiros problemas com o homem de confiança de Del Nero ocorreram no início de junho, na volta da viagem da seleção para a Austrália. Desde então, Nunes não se estabilizou e passou por mais de uma temporada no hospital. (por Pedro Ivo Almeida)

Keirrison e o dia do pagamento

Keirrison pediu e a Justiça penhorou valores de até quase R$ 3,7 milhões da conta do Coritiba na Caixa. O pedido do ex-atacante é com base em uma ação trabalhista, contestada pelo Coxa em quase 500 mil reais – do restante, o clube não diverge. A penhora foi concedida na última sexta-feira (7), mas a Justiça não encontrou um tostão nos cofres do clube. Na noite anterior, o Coxa decidiu quitar os salários de jogadores e funcionários com o pouco mais de R$ 1,1 milhão que caiu na conta do clube, referente a uma das cotas de patrocínio do banco estatal. A próxima das duas parcelas a serem pagas será em setembro. Até lá, o Coxa buscará suspender o pedido de penhora para não correr o risco de perder os valores para Keirrison. (por Napoleão de Almeida)

Privatização do Pacaembu

A Prefeitura de São Paulo realizou, no último dia 5 de julho, a apresentação do Procedimento de Manifestação de Interesse para a privatização do Estádio Paulo Machado de Carvalho, o Pacaembu. As empresas interessadas em adquirir o complexo apresentarão estudos, que serão analisados por diferentes órgãos e comissões da Prefeitura. A ideia é não limitar os projetos apenas a modernizações do estádio, e sim encontrar novos usos para o local, preservando seu tombamento. (por Pedro Lopes)

Santos: Macedo nos DVD’s

O ex-atacante Macedo foi derrotado em processo que movia contra o Santos pelo uso de sua imagem em DVDs sobre a história do clube. Desembargadores do Tribunal de Justiça de São Paulo consideraram normal a utilização de vídeo do ex-jogador dentro de campo, e Macedo terá de arcar agora com os gastos que o Alvinegro teve com advogados. (por Pedro Lopes)

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais UOL de Primeira

Topo