UOL de Primeira

Os bastidores do futebol em primeira mão

Tensão política e medo de protestos em Brasília podem levar seleção para SP

Eduardo Anizelli/Folhapress
Manifestantes em confronto com a Polícia em protesto contra Michel Temer, em Brasília, no fim de maio Imagem: Eduardo Anizelli/Folhapress
Exclusivo para assinantes UOL

Do UOL, em São Paulo

12/07/2017 04h00

Sem o Maracanã, a CBF avalia as opções para definir o local do jogo entre Brasil e Chile, em outubro, na última rodada das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018 - Rússia. Uma das ideias era levar a partida para Brasília, no estádio Mané Garrincha. O clima de incertezas políticas na capital federal, no entanto, fez a confederação recuar. Preocupada com possíveis manifestações nos arredores do local na época do duelo, a entidade considera outros Estados.

Com a região Centro-Sul como prioridade, a CBF enxerga São Paulo como a principal opção para o jogo de encerramento do Brasil nas Eliminatórias. A dúvida de momento é se o confronto contra os chilenos seria no Morumbi ou no Allianz Parque. A Arena Corinthians, uma terceira opção, já recebeu a seleção em março, no jogo que carimbou a vaga no Mundial, contra o Paraguai. (por Pedro Ivo Almeida)

Palmeiras: Desconfiança sobre D. Souza

A diretoria do Palmeiras entende que Diego Souza quis usar a proposta alviverde para se valorizar no Sport. Apesar do esforço dos palmeirenses, que até enviaram emissário para Recife, o meia disse não. A estratégia dele, na ótica da equipe paulista, foi fazer a negociação virar novela para que os pernambucanos fossem pressionados a renovar o seu contrato.
 

Mais UOL de Primeira

Topo