UOL de Primeira

Os bastidores do futebol em primeira mão

Razão de mal-estar com Ceni, presença de família no CT volta a ser comum

Rivaldo Gomes/Folhapress
Rogério Ceni e Cícero em campo; volante levou repreensão do ex-treinador quando levou o filho ao CT do São Paulo Imagem: Rivaldo Gomes/Folhapress
Exclusivo para assinantes UOL

Do UOL, em São Paulo

14/07/2017 14h47

Com a demissão de Rogério Ceni na última semana, os jogadores do São Paulo puderam ficar mais à vontade para levar os familiares no CT da Barra Funda. Nesta semana, Jucilei, Marcinho e Lugano foram alguns que receberam a visita de parentes. O antigo treinador não vetava, mas repreendia os atletas que levavam familiares ao local. Certa vez, tal situação provocou um mal-estar quando o ex-goleiro, que não gostava de ver os jogadores perderem o foco no treinamento, reprimiu Cícero por estar com o filho no CT. Por isso, agora, com Dorival e as férias escolares, deve aumentar o número de crianças e visitas no São Paulo. (por José Eduardo Martins)

Justiça condena 2 por morte de jornalista em 2014

A morte do jornalista argentino Jorge “Topo” Lopez, abalroado por um carro em fuga em 2014, quando cobria a Copa do Mundo no Brasil, finalmente gerou punições. Três anos depois da tragédia, a Justiça condenou Marcelo Cavalcanti da Silva e Rodrigo Consentino da Fonseca a 11 e 7 anos de prisão, respectivamente. A dupla foi enquadrada por crimes de trânsito, roubo e corrupção de menores. 

Mais UOL de Primeira

Topo