UOL de Primeira

Os bastidores do futebol em primeira mão

Antes desafeto, agente de Oscar fez mais da metade das vendas do SP no ano

Gaspar Nóbrega/VIPCOMM
Oscar, então meia do SP; saída traumática fechou portar a agente, hoje parceiro Imagem: Gaspar Nóbrega/VIPCOMM
Exclusivo para assinantes UOL

Do UOL, em São Paulo

19/07/2017 04h00

O São Paulo ganhou destaque nesta temporada com as vendas milionárias de jogadores para a Europa. Na maior parte das negociações, destaca-se a participação do empresário Giuliano Bertolucci. Um dos agentes mais influentes do mundo, ele esteve envolvido diretamente nas saídas de David Neres (Ajax, por R$ 40,8 milhões), Lyanco (Torino, por R$ 17,3 milhões), Luiz Araújo (Lille, por R$ 38,3 milhões) e Thiago Mendes (Lille, por R$ 33,9 milhões). No total, como o São Paulo não tinha todos os direitos econômicos dos atletas em questão, o clube pode ficar com até R$ 127,9 milhões destas negociações, mais da metade do arrecadado na temporada. Entre as principais negociações, ele só não esteve presente na saída de Maicon.

Chama a atenção o fato de o agente estar quase sempre envolvido. Até dezembro de 2015, ele era considerado persona non grata no São Paulo, que evitava a qualquer custa fazer negócios com ele. Bertolucci ganhou notoriedade no clube em 2009, quando Oscar, então agenciado por ele, entrou na Justiça para pedir rescisão e acabou fechando com o Internacional. Presidente à época, Juvenal Juvêncio apontou o empresário como responsável pelo desfecho. Como Giuliano é o principal empresário do país e a questão era centrada entre ele e o cartola, a situação mudou após a morte do dirigente, em dezembro de 2015. A reaproximação entre as partes aconteceu de maneira natural e ele passou a ser um dos mais fortes parceiros do clube. (por José Eduardo Martins)

São Paulo: Transparência e redução da dívida

A diretoria financeira do São Paulo está finalizando um estudo sobre as economias do clube com valores atualizados das dívidas bancária e fiscal. Há uma expectativa de redução do montante, já que houve melhora nas receitas com o novo patrocinador-máster e as vendas de jogadores. 

Mais UOL de Primeira

Topo