UOL de Primeira

Os bastidores do futebol em primeira mão

Estafe de Neymar vê fair play financeiro como obstáculo para o PSG

AFP PHOTO / LLUIS GENE
Neymar no 6 a 1 contra o PSG, pela Liga dos Campeões; atacante está na mira dos franceses de novo Imagem: AFP PHOTO / LLUIS GENE
Exclusivo para assinantes UOL

Do UOL, em São Paulo

21/07/2017 04h00

Para pessoas que cuidam da carreira de Neymar, a possível ida do atacante ao PSG não está encaminhada. Na verdade, o estafe do atacante vê vários obstáculos para que uma eventual transferência aconteça, entre eles o fair play financeiro da Uefa. Uma fonte próxima ao jogador e parte importante do grupo que cuida de sua carreira afirmou à De Primeira que não há certeza de que o clube francês pode pagar a multa rescisória, honrar a proposta salarial e ainda assim se enquadrar nas regras estabelecidas pela confederação europeia. O argumento é o mesmo usado pelo Barcelona para mostrar confiança na permanência do atacante.

A ideia é que a transação consumiria a maior parte da receita anual do clube de Paris, de pouco mais de 500 milhões de euros. A fonte ouvida pela reportagem afirma que os 222 milhões de euros da multa rescisória ficariam maiores com impostos, e que esse acréscimo, contratualmente, é de responsabilidade de quem pagar a multa. O compromisso do PSG em bancar o valor, segundo diz o estafe de Neymar nos bastidores, não é formal e nem definitivo, mas fruto de uma promessa. Desde o ano passado o clube francês deixou claro que, se houver interesse do jogador, irá fazer um grande esforço pela contratação. Hoje, porém, ainda não estaria tão perto assim de fechar os detalhes de uma transação deste porte, de acordo com quem cerca o atacante. (por Pedro Lopes e Ricardo Perrone)

Um Neymar vale a França inteira

Só valor da multa que o PSG precisa pagar ao Barcelona para ficar com Neymar, sem contar impostos, equivale a 22% a mais do que todos os times franceses, incluindo o PSG, gastaram em 2016 com contratações de jogadores em transferências internacionais. 

Mais UOL de Primeira

Topo