UOL de Primeira

Os bastidores do futebol em primeira mão

Sem holofote: Tite veta homenagem e badalação em jogo do Brasil no RS

Jason Reed-13.jun.2017/Reuters
Imagem: Jason Reed-13.jun.2017/Reuters
Exclusivo para assinantes UOL

Do UOL, em São Paulo

28/07/2017 04h00

Local do próximo jogo da seleção nas eliminatórias, a Arena Grêmio seria palco também de homenagens ao técnico Tite, antes do duelo contra o Equador – no dia 31 de agosto. No entanto, nada de festa. E o veto partiu do próprio treinador. Discreto, o comandante do time brasileiro recusou holofote e badalação idealizados pelo presidente da Federação Gaúcha, Francisco Noveletto.

O cartola queria aproveitar a passagem de Tite pelo seu Estado de origem para festejar. Até mesmo uma pequena homenagem à mãe do treinador, dona Ivone Bachi, estava na programação inicial do dirigente. “Seria difícil por ser um jogo de protocolo Fifa, mas ele também já não quis. Nem antes da partida. Conversamos e ele pediu discrição. Ele é um cara simples mesmo”, explicou Noveletto. (por Pedro Ivo Almeida)

Os milhões (de reais) que separaram Rodrigo Caio do Zenit

Rodrigo Caio disse não ao Zenit. Apesar de não ter dado os motivos, a De Primeira apurou, com pessoas envolvidas na negociação, que o clube russo não aceitou pagar os 18 milhões de euros (R$ 64,8 milhões) referentes à multa rescisória.

Mais UOL de Primeira

Topo