UOL de Primeira

Os bastidores do futebol em primeira mão

Flu foi convidado a fazer amistoso com PSG. Por calendário, Abel vetou

FRANCK FIFE/AFP
PSG de Neymar foi especulado como eventual rival de várias equipes. No Flu, Abel vetou logo de cara Imagem: FRANCK FIFE/AFP
Exclusivo para assinantes UOL

Do UOL, em São Paulo

05/10/2017 04h00

O Fluminense foi o primeiro clube brasileiro procurado para um eventual amistoso contra o PSG. Abel Braga, no entanto, vetou a ideia. Para realizar o jogo, em janeiro, seria necessário antecipar o fim das férias dos jogadores, o que fez o assunto não prosperar. A proposta surgiu cerca de dois meses atrás quando Marcus Vinicius Freire, diretor-geral do Flu, e Aymeric Magne, CEO da empresa francesa Lagardère no Brasil, sentaram à mesa. Magne apresentou a oferta, que foi de pronto rechaçada pelo técnico tricolor quando consultado.

A ideia era que o jogo fosse disputado em janeiro, no Estádio Nilton Santos, alguns dias antes do fim do período de descanso do grupo do Fluminense. A assessoria de imprensa tricolor confirmou a conversa e informou que não há tratativas no momento. Abel, por sua vez, negou ter sido consultado sobre o assunto. Com a negativa do Tricolor, a Lagardère buscou outros clubes e agora conversa para fechar um jogo festivo do PSG contra o Fortaleza, no Castelão, estádio que ela administra. Lá, porém, a negociação esbarra no custo para trazer o time francês e a Emirates, companhia aérea que patrocina o clube – a rival Air France acaba de anunciar a capital cearense como seu hub no país. (Por Leo Burlá e Marcel Rizzo)

Corinthians: Sócio pediu contratos de filho de Lula e terá de pagar

O sócio do Corinthians Roberto Miguel, que tentou exigir que o clube mostrasse na Justiça os contratos com Luis Claudio da Silva, filho do ex-presidente Luiz Inacio Lula da Silva, terá de pagar as despesas do Alvinegro com advogados, no valor de R$ 5 mil reais. 

Mais UOL de Primeira

Topo