UOL de Primeira

Os bastidores do futebol em primeira mão

WTorre perdeu R$ 2 mi por reservar estádio para "finais" do Palmeiras

Lucas Lima/UOL
Show de Paul McCartney no Allianz Parque; estádio poderia ter recebido mais atrações não fossem as reservas para finais Imagem: Lucas Lima/UOL
Exclusivo para assinantes UOL

Do UOL, em São Paulo

16/11/2017 04h00

A WTorre, administradora do Allianz Parque, estima que deixou de faturar R$ 2 milhões com os shows de Green Day e Bruno Mars, que poderiam ter acontecido na casa alviverde. Em abril, a organização do estádio disse não às propostas de locação da arena para as duas atrações para que o Palmeiras pudesse estar em casa na reta final do Brasileirão e em uma possível decisão da Libertadores.

Quando o clube foi desqualificado da competição sul-americana, em agosto, o acordo dos artistas já estava feito com outras casas. Além da perda financeira, a WTorre considera que deixou de receber shows importantes para se firmar cada vez mais como a principal casa de atrações da América Latina. Quando tira o Palmeiras de casa, a construtora ainda precisa pagar uma multa e a locação de outro estádio, que normalmente é o Pacaembu. (Por Danilo Lavieri)

São Paulo incomodado com Vuaden

O São Paulo ainda está incomodado com a arbitragem de Leandro Pedro Vuaden no empate por 1 a 1 com o Vasco da Gama, no último fim de semana.  Mais do que com os supostos erros do juiz, que expulsou Militão e deixou de marcar algumas faltas, o Tricolor questiona o fato de o gaúcho ter sido o sorteado para apitar três das quatro partidas do time no Rio de Janeiro. 

Mais UOL de Primeira

Topo