UOL de Primeira

Os bastidores do futebol em primeira mão

"Anistia" beneficiou 25% dos eleitores no Corinthians, diz oposição

Eduardo Anizelli/Folhapress
Polêmica na eleição do Corinthians pode parar na Justiça; quase mil sócios teriam sido "anistiados" Imagem: Eduardo Anizelli/Folhapress
Exclusivo para assinantes UOL

Do UOL, em São Paulo

07/12/2017 04h00

Membros dos grupos políticos de Romeu Tuma Júnior e Felipe Ezabella, dois dos candidatos oposicionistas à presidência do Corinthians, estimam entre 800 e 900 o número de sócios beneficiados pela "anistia" oferecida pelo clube. O processo, duramente questionado, permitiu que associados com títulos inadimplentes conseguissem, às vésperas da eleição regularizar sua situação com 50% de desconto e patrocínio de aspirantes ao cargo máximo.

Dentro de um universo de 3 a 4 mil associados que participação da eleição que formará o Conselho Deliberativo e elegerá o próximo presidente, o entendimento é de que a "anistia" pode impactar em cerca de 25% do eleitorado. Nesta quinta-feira (7), a Comissão Eleitoral do Corinthians deve confirmar o veto aos "anistiados" para participação no processo eleitoral, o que poderá levar a eleição à Justiça. Por outro lado, Tuma e Ezabella assumem nos bastidores que, se não houver veto aos envolvidos no caso, devem ir à Justiça. (Por Dassler Marques e Diego Salgado)

São Paulo: “Velho ativo” pode ajudar com Jean

O São Paulo deve contar com a ajuda de um velho conhecido para que o goleiro Jean seja contratado. O Bahia trabalha para manter Régis no elenco e o meia ainda tem 45% dos direitos econômicos nas mãos do Tricolor Paulista. O armador foi um dos destaques do time baiano nesta temporada, mas está cedido pelo Sport. O empréstimo terminaria no fim deste ano, mas o jogador é considerado fundamental e os pernambucanos não devem colocar obstáculos na negociação. 

Mais UOL de Primeira

Topo