Topo

UOL de Primeira

Os bastidores do futebol em primeira mão

Chegada de Aguirre comprova a força de Lugano nos bastidores do São Paulo

Ale Cabral/AGIF
Diego Aguirre é observado por Lugano em sua apresentação; ex-zagueiro foi fundamental na chegada do compatriota Imagem: Ale Cabral/AGIF
Exclusivo para assinantes UOL

Do UOL, em São Paulo

14/03/2018 04h00

Os últimos dias de crise do São Paulo, com a queda de Dorival Júnior e a chegada de Diego Aguirre, mostraram a força de Lugano como dirigente do clube. Se no papel é “apenas” o superintendente de relações institucionais, na prática o uruguaio foi o responsável por indicar o nome do novo treinador e fazer os primeiros contatos com o compatriota. Como dirigente, Lugano tem ganhado respeito no clube por seu estilo de trabalho.

Figura presente no dia a dia do time, acompanha as partidas, treinos e tem relação muito próxima de todos no CT da Barra Funda. Também assumiu em alguns momentos a responsabilidade de porta-voz.  Por exemplo, quando a torcida foi para o CT da Barra Funda para demonstrar o seu apoio, na última quarta-feira (7), o ex-jogador foi quem conversou com a imprensa. Em outros tempos, a distância entre dirigentes do clube e os jornalistas, especialmente em momentos de críticas, era um problema. A atual diretoria tenta resolver isso justamente com o uruguaio, que cogita fazer cursos de especialização para crescer na função. (Por José Eduardo Martins)

Corinthians x Palmeiras: Andrés e Galiotte se desentendem 

Maurício Galiotte e Andrés Sanchez, presidentes de Palmeiras e Corinthians, respectivamente, tiveram um bate-boca com o ânimo um pouco mais acirrado no Conselho Técnico da última terça-feira, na Federação Paulista de Futebol. Ao ouvir a proposta do Bragantino de jogar a ida no Pacaembu, caracterizando a inversão de mando, o palmeirense levantou e disse que não concordava. O cartola disse saber que a mudança estava dentro do regulamento, mas que considerava a troca ruim para o campeonato. 

Mais UOL de Primeira