UOL de Primeira

Os bastidores do futebol em primeira mão

Decisão da Justiça interrompe fortalecimento de Scarpa e incomoda Palmeiras

Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação
Scarpa conversa com Roger Machado antes de entrar em campo; por força da Justiça, meia não tem treinado no Palmeiras Imagem: Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação
Exclusivo para assinantes UOL

Do UOL, em São Paulo

27/03/2018 04h00

A decisão da Justiça do Rio, que restaurou o vínculo de Gustavo Scarpa com o Fluminense e fez a Confederação Brasileira de Futebol rescindir o contrato do jogador com o Palmeiras, tem dado dor de cabeça também ao departamento de fisiologia alviverde. O clube paulista fazia um trabalho especial para o meia ganhar massa muscular, mas com ele há dez dias sem poder treinar na Academia de Futebol o cronograma foi seriamente perturbado. Scarpa não se apresentou ao Fluminense e tem mantido a forma com treinos particulares em Hortolândia, cidade no interior de São Paulo onde mora sua família.

Só que, sem o ambiente do clube e o acompanhamento próximo dos profissionais que idealizaram o trabalho individual de fortalecimento, a avaliação é que tanto o aspecto físico quanto a parte emocional e motivacional sejam prejudicados. No Palmeiras, o jogador já tinha ganhado 4 kg desde sua chegada. O clube alviverde não está cuidando diretamente do caso no Rio, mas presta suporte jurídico como parte interessada aos advogados do atleta e confia na reativação do contrato. Em três semanas, haverá uma audiência no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) para que as partes tentem uma conciliação. (Por Leandro Miranda)

Palmeiras: R$ 21 mi por Wesley; clube tenta reverter 

O Palmeiras foi condenado a pagar R$ 21 milhões ao investidor Antenor Angeloni, que bancou, em 2013, a contratação do volante Wesley junto ao Werder Bremen, e agora tenta recorrer da decisão. 

Mais UOL de Primeira

Topo