UOL de Primeira

Os bastidores do futebol em primeira mão

MP-RJ pede que Justiça anule estatuto da CBF antes de eleição de Caboclo

Sandra Kelch/Kelch Photography/Divulgação
Rogério Caboclo, futuro presidente da CBF, assiste ao treino da seleção brasileira no campo; MP quer impedir sua ascensão Imagem: Sandra Kelch/Kelch Photography/Divulgação
Exclusivo para assinantes UOL

Do UOL, em São Paulo

03/04/2018 04h00

O Ministério Público do Rio de Janeiro pediu à Justiça que anule alterações no estatuto da CBF antes da eleição de Rogério Caboclo, marcada para o dia 18 de abril. Se isso ocorrer, a ascensão do dirigente, parte de chapa única construída por articulação de Marco Polo Del Nero, pode ser suspensa por período indeterminado. O pedido consta em uma ação civil pública movida pelo MP-RJ com o objetivo de anular alterações no estatuto da CBF que aumentaram o peso do voto das federações, e foram fundamentais para que Del Nero articulasse a candidatura única de Caboclo.

A ação, atualmente, está nas mãos do juiz, que deve decidir se concede ou não liminar anulando o estatuto e afastando a atual diretoria da entidade – o MP pede que, caso não considere o afastamento necessário, o juiz ao menos suspenda os efeitos do estatuto (e, como consequência, as eleições) até o julgamento definitivo do processo. A mudança que motivou a atitude do ministério ocorreu em março do ano passado, quando a CBF passou a dar peso 3 para as federações estaduais, 2 para clubes de Série A e 1 para os de Série B. A alteração foi decidida em uma reunião sem a presença dos clubes e passou a ser contestada na Justiça. (Por Pedro Lopes)

Corinthians: Pedrinho fecha acordo para gravar comercial

O jovem corintiano Pedrinho fechou o primeiro acordo publicitário de sua incipiente carreira. O meia vai participar da campanha de uma empresa de computadores para comerciais de televisão e engordar seus rendimentos com uma quantia extra. Os vídeos só devem ser gravados depois da decisão do Paulistão.

Mais UOL de Primeira

Topo