UOL de Primeira

Os bastidores do futebol em primeira mão

Paulistão nem cogitou VAR para 2018; clubes e FPF são pessimistas para 2019

THIAGO BERNARDES/FRAMEPHOTO/FRAMEPHOTO/ESTADÃO CONTEÚDO
Jogadores de Palmeiras e Corinthians cercam o árbitro Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza; polêmica poderia ter sido evitada pelo VAR Imagem: THIAGO BERNARDES/FRAMEPHOTO/FRAMEPHOTO/ESTADÃO CONTEÚDO
Exclusivo para assinantes UOL

Do UOL, em São Paulo

12/04/2018 04h00

Embora o congresso técnico da competição tenha sido realizado em outubro de 2017, portanto depois do gol de mão de Jô que iniciou a discussão sobre o assunto no Campeonato Brasileiro, o árbitro de vídeo sequer foi cogitado para o Campeonato Paulista de 2018. O motivo passa pelo custo de implantação, mesma razão que explica o pessimismo de clubes e da FPF (Federação Paulista de Futebol) na implantação do sistema para o próximo ano, apesar da polêmica na final deste ano, entre Palmeiras e Corinthians. Assim como a entidade, os clubes também não levantaram o assunto.

Os envolvidos entendem que dificilmente os clubes do interior vão topar arcar com os custos. Além disso, as condições dos estádios também são vistas como obstáculos. A esperança é a concorrência que a entidade pretende promover. A ideia é apresentar diferentes propostas aos clubes para que a ideia do VAR (sigla em inglês para o árbitro de vídeo) seja ao menos discutida, ao contrário do que ocorreu na CBF. Na ocasião, a entidade que comanda o futebol brasileiro colocou apenas uma proposta na mesa e perguntou aos clubes se eles topariam arcar com os custos. A resposta foi “não” com boa margem. (Por Danilo Lavieri)

Palmeiras contrata executivo do Flamengo

Christiano Khoeler deixou o cargo de executivo do Flamengo e acertou com o Palmeiras. Em São Paulo, ele será diretor financeiro e de gestão. Ele já foi apresentado aos demais funcionários e já trabalha pelo Alviverde.

Mais UOL de Primeira

Topo