UOL de Primeira

Os bastidores do futebol em primeira mão

Impasse que envolve Netinho de Paula trava licença de Andrés na Câmara

Daniel Vorley/AGIF
Andrés Sanchez, presidente do Corinthians, ainda não se licenciou do mandato por conta da polêmica com Netinho de Paula Imagem: Daniel Vorley/AGIF
Exclusivo para assinantes UOL

Do UOL, em São Paulo

19/04/2018 04h00

Tão logo reassumiu a presidência do Corinthians, Andrés Sanchez prometeu que pediria licença do cargo de deputado federal pelo PT em Brasília. Passados mais de dois meses do retorno ao clube, no entanto, o cartola segue com seu mandato na Câmara. Tudo por conta de uma briga entre partidos que não se entendem sobre o nome a assumir a vaga de suplente de Andrés.

Netinho de Paula, substituto imediato, trocou o PT pelo PDT numa manobra que gerou todo o impasse. Agora o Partido dos Trabalhadores entende que a cadeira de Andrés é sua - consequentemente do segundo suplente, Luiz Claudio Marcolino, e não do Partido Democrático Trabalhista. “Eles não se resolvem, enquanto isso eu estou lá”, disse Andrés, que segue um pedido da cúpula do PT. O presidente do Corinthians, no entanto, ressalta que vem pedindo para ser descontado dos dias que não comparece. “Não vou a Brasília, mas também não recebo”. (Por Pedro Ivo Almeida)

Corinthians, atacante acusa fraude e aciona clube japonês

Com rescisão com o Cruzeiro publicada no BID, na última quarta-feira (18), o atacante Rony ajuizou ação contra o Albirex Niigata-JAP na Fifa. De acordo com Carlos André, advogado do atleta, a equipe japonesa realizou “fraude contratual” ao fazer um acordo de empréstimo e outro de compra com os cruzeirenses, equipe de origem. Rony cumpriu o primeiro vínculo em 2017 e deixou o time japonês.

Mais UOL de Primeira

Topo