UOL de Primeira

Os bastidores do futebol em primeira mão

Seleção sub-20 deve desfalcar SP e Palmeiras para fazer período de treinos

Mauro Neto/Sejel-AM
Seleção brasileira sub-20 vai se reunir para treinos e desfalcar SP e Palmeiras Imagem: Mauro Neto/Sejel-AM
Exclusivo para assinantes UOL

Do UOL, em São Paulo

04/05/2018 04h00

A última quinta-feira definiu São Paulo x Palmeiras e Corinthians x Botafogo como as semifinais da Copa do Brasil sub-20, importante torneio das categorias de base, chancelado pela CBF. O clássico paulista, no entanto, terá desfalques no jogo de ida por conta de uma convocação da seleção brasileira da categoria, que se reúne para treinamentos. O São Paulo tem seis chamados, sendo que quatro estariam disponíveis – Brenner está no profissional e Igor Gomes suspenso. O clube do Morumbi agora discute se pede a liberação de algum dos jovens, entre Walce, Luan, Helinho e Toró. O Palmeiras, por outro lado, já avisou que não deve vetar a ida de nenhum de seus convocados (Luan Cândido, Vitor Eduardo, Alan e Fernando), principalmente por ver "justiça" nos desfalques que o rival também terá.

A CBF (Confederação Brasileira de Futebol) abriu as portas para conversas com as equipes e assegurou que não veta nenhum pedido de liberação nas seleções de base. A entidade ainda explica que a escolha das datas para treinos da seleção sub-20 foi discutida minuciosamente para afetar menos possível as decisões dos torneios de clube da categoria. Causar desfalques em jogos de ida de uma semifinal era a melhor opção entre tirar os atletas das finais da Copa do Brasil ou dos Estaduais da categoria, no fim de maio. A semana de treino será realizada no CT Joaquim Grava, do Corinthians, que aproveitará para disputar jogo-treino com a seleção. (Por Bruno Grossi e Leandro Miranda)

Silêncio de clubes enfraqueceu tentativa de anular eleição da CBF

Para diversos envolvidos na ação do Ministério Público do Rio de Janeiro que tentava anular as eleições da CBF e afastar a diretoria, o silêncio dos clubes enfraqueceu o pleito. À de Primeira, parlamentares, dirigentes de oposição à CBF e pessoas envolvidas no caso criticaram o fato de nenhum clube ter agido formalmente no processo, ou mesmo buscado alguma medida própria.

Mais UOL de Primeira

Topo