UOL de Primeira

Os bastidores do futebol em primeira mão

Hexa dará fatia menor de bicho para Tite e comissão. Em 94 e 02, era igual

Pedro Martins/Mowa Press
Tite em ação pela seleção; treinador e comissão receberão menos do que o restante do elenco, ao contrário dos últimos títulos Imagem: Pedro Martins/Mowa Press
Exclusivo para assinantes UOL

Do UOL, em São Paulo

22/05/2018 04h00

Uma possível conquista do hexacampeonato mundial renderá uma boa premiação aos jogadores que participarem da campanha na Rússia. O “bicho”, no entanto, não será tão gordo para comissão técnica e estafe, uma vez que a CBF definiu separar em duas categorias o pagamento por resultados positivos nesta Copa. O corpo técnico ficaria com uma cota menor da grana.

A situação em um sonhado hexa se opõe aos cenários de 1994 e 2002. Ainda que a seleção atual não cite a situação, a divisão igualitária no tetra e no penta foi relatada diversas vezes e confirmada pela De Primeira com pessoas que participaram das conquistas. O valor final do “bolo” ainda está sendo debatido e deve ser fechado nos próximos dias, quando o grupo estiver completo para os treinamentos pré-Copa. (Por Danilo Lavieri, Dassler Marques e Pedro Ivo Almeida)

São Paulo: Lugano viaja para acompanhar final da Liga

A convite de um patrocinador (Lays), Lugano viaja nesta quarta-feira (23) para a Europa, onde acompanhará a final da Liga dos Campeões. Além de assistir ao jogo entre Real Madrid e Liverpool, neste sábado, no estádio Olímpico de Kiev, na Ucrânia, o uruguaio vai aproveitar para trabalhar.

Mais UOL de Primeira

Topo