UOL de Primeira

Os bastidores do futebol em primeira mão

A mando da Fifa, hotel da seleção tem quatro navios de patrulha

Divulgação
Hotel da seleção brasileira em Sochi, na Rússia, às margens do Mar Negro Imagem: Divulgação
Exclusivo para assinantes UOL

Do UOL, em São Paulo

22/06/2018 04h00

Além de todas as práticas de segurança na entrada terrestre, o hotel da seleção brasileira em Sochi, sua base na Copa do Mundo, conta também com um forte esquema de patrulha marítima. A mando da Fifa, quatro navios estão espalhados pelo Mar Negro, na região do resort em que o time está hospedado.

A ideia é evitar problemas vindos das águas da praia privativa que o hotel oferece aos hóspedes. Na entrada convencional, o edifício também tem a presença de dezenas de seguranças, com direito até a raio-x. Ainda há um segundo controle para entrar na ala reservada apenas para os convocados de Tite. Todos, inclusive familiares, precisam andar com credenciais. (Por Danilo Lavieri, Dassler Marques, João Henrique Marques, Pedro Ivo Almeida e Ricardo Perrone)

Falta de credenciais faz CBF usar rodízio em jogos da seleção

Por conta da falta de credenciais, a CBF precisou promover um rodízio entre funcionários para os jogos da seleção. A cada rodada, alguns são escolhidos para não viajar com o time. Profissionais da CBF TV ficam sempre no hotel, em Sochi. Além deles, um fisioterapeuta também não viaja.

Mais UOL de Primeira

Topo