UOL de Primeira

Os bastidores do futebol em primeira mão

Roma surfa na onda da Copa e pede 100 milhões de euros por Alisson

Maddie Meyer/Getty Images
Alisson é um dos jogadores mais em alta no mercado da bola Imagem: Maddie Meyer/Getty Images
Exclusivo para assinantes UOL

Do UOL, em São Paulo

04/07/2018 04h00

A Roma aproveita a exposição de Alisson na Copa do Mundo e o status de goleiro menos vazado do torneio (apenas um gol sofrido em quatro jogos, assim como o uruguaio Muslera) para aumentar a pedida pelo dono da camisa 1 do Brasil. Nos bastidores, o clube italiano subiu o preço para 100 milhões de euros (R$ 454 milhões) pelo jogador de 25 anos. Destaque da Roma na última Liga dos Campeões, Alisson é um dos nomes mais valorizados na atual janela de transferências. Real Madrid e Liverpool já fizeram consultas, mas o novo valor estipulado pelos italianos assusta os interessados.

Para efeito de comparação, 100 milhões de euros é o valor que a imprensa espanhola especula para uma eventual ida de Cristiano Ronaldo à Juventus. Seria, no caso do brasileiro, a maior transação da história para um goleiro. Mesmo com a alta pedida, os representantes do atleta apostam em um desfecho logo após a participação da seleção brasileira na Copa. O sonho do atleta é defender o Real, auge da carreira na visão dele e do 'seu estafe. Por outro lado, a permanência na Roma não está descartada. O clube já sinalizou uma renovação por mais dois anos, mas, para ter êxito, terá de renegociar o salário de Alisson. (Por Caio Carrieri)

CBF descarta reclamar por falta de cartão no pisão em Neymar

Depois de peitar a Fifa e protestar formalmente pelo fato de o árbitro Cesar Ramos não ter revisto o lance do gol da Suíça, no empate por 1 a 1 na estreia brasileira na Copa da Rússia, a CBF adotou postura discreta em relação à polêmica que marcou a vitória por 2 a 0 sobre o México, na última segunda (2), nas oitavas de final. A cúpula da entidade não vai se queixar sobre Layún não ter levado nem cartão amarelo por dar um pisão em Neymar.

Mais UOL de Primeira

Topo