Topo

UOL de Primeira

Os bastidores do futebol em primeira mão


Romário analisa ideias e tenta impedir posse de novo presidente da CBF

UOL
Imagem: UOL
Exclusivo para assinantes UOL

Do UOL, em São Paulo

05/04/2019 04h00

O ex-jogador e agora senador Romário (Pode-RJ) não quer ver o presidente eleito Rogério Caboclo sentado na principal cadeira do futebol brasileiro. O "Baixinho" se articula nos bastidores para impedir a posse do cartola na CBF, marcada para a próxima terça-feira (9). Após ação sem sucesso do Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) e uma representação no Ministério Público Federal (MPF), integrantes da equipe do político procuraram procuradores da esfera fluminense buscando caminhos e possíveis liminares que pudessem impedir a posse.

No entanto, escutaram que somente instâncias superiores poderiam resolver o caso - suspenso em primeira instância e aguardando direcionamento para nova vara após a Justiça declarar os Juizados Especiais do Torcedor incompetentes para tal julgamento. Agora, os representantes de Romário avaliam a possibilidade de recorrer nos bastidores ao desembargador-relator do caso ou ao procurador-geral do MP-RJ para acelerar uma possível liminar. (Por Pedro Ivo Almeida e Ricardo Perrone)

CBF tranquila com o caso

A CBF, por sua vez, se mostra tranquila. Internamente, a confederação relembra que os pedidos de MP-RJ e Romário para anular a assembleia que elegeu Rogério Caboclo não tiveram nenhum parecer favorável desde que o ex-jogador iniciou a tentativa de barrar o que chamava de "quadrilha para manter o grupo de Marco Polo De Nero" no poder.

Mais UOL de Primeira