10+: Rodada tem cocô de cachorro atrasando jogo e relógio jogado no gramado

Do UOL, em São Paulo

A rodada dos campeonatos pelo Brasil foi marcada por fatos curiosos. No Ceará, o primeiro jogo da final foi atrasado por causa de um "presente" deixado por um cachorro no gramado. Já em São Paulo, a torcida da Ponte Preta não economizou nos objetos atirados no campo.

Mas não só situações inusitadas foram registradas no fim de semana de futebol pelo Brasil. Um susto com um jogador no Amazonas, uma briga generalizada no clássico Ba-Vi e a "maldição" dos goleiros do Inter estão entre outros episódios que chamaram atenção na rodada.

Confira os 10+ da rodada

Reprodução/Esporte Interativo
Reprodução/Esporte Interativo

Final no Ceará é paralisada por... cocô de cachorro

O primeiro jogo da final do Campeonato Cearense, entre Ceará e Ferroviário, teve que ser atrasado por alguns minutos antes do início do segundo tempo. O motivo? A retirada de um cocô de cachorro no gramado. O atacante Magno Alves foi o responsável por avistar as fezes e avisar a arbitragem. O juiz, então, pediu reforço para a retirada do objeto estranho. Em campo, o Ceará levou a melhor e venceu por 1 a 0.
Compartilhe
Fernando Torres/Paysandu
Fernando Torres/Paysandu

Roubaram a cabeça do mascote

No clássico entre Remo e Paysandu, que terminou empatado por 1 a 1 no jogo de ida da final do Campeonato Paraense, a comemoração de Bergson foi o que roubou a cena. Após abrir o placar para o Paysandu, ele festejou com os pompons das cheerleaders e ainda "roubou" a cabeça do mascote do time, o lobo. Depois, o Remo empatou e deixou a decisão em aberto.
Reprodução/Facebook
Reprodução/Facebook

Selfie do nariz quebrado

O 4 de Julho empatou sem gols com o Piauí e se classificou para a final do returno do Campeonato Piauiense. Mas nem tudo foi comemoração para o volante Célio, que fraturou o nariz em uma dividida. Para tranquilizar a torcida e os amigos, o jogador fez uma selfie inusitada no hospital, mostrando o estrago que a lesão fez em seu nariz. O atleta ainda passará por cirurgia.
Cristiano Andujar/AGIF
Cristiano Andujar/AGIF

Jogador substituído fala em ir embora do estádio

Capitão e camisa 10 do Avaí, o meia Marquinhos não gostou nada de ter sido substituído pelo técnico Claudinei Oliveira na derrota por 1 a 0 para a Chapecoense, ida da final do Catarinense. Em entrevista no final do jogo, ele disse que teve vontade de "pegar a família e ir embora". Também falou que "não é normal tirar uma referência do time" em uma decisão e prometeu "conversar" com o treinador.

SP e RJ têm presenças VIP nas tribunas

Em um fim de semana de decisões, algumas finais tiveram espectadores de luxo nos estádios. Na vitória do Corinthians sobre a Ponte Preta em Campinas, o ex-atacante Ronaldo, que jogou pelo time da capital, marcou presença e comemorou muito os três gols da equipe. Já no Rio, onde o Flamengo bateu o Fluminense por 1 a 0, foi o técnico da seleção, Tite, quem deu as caras - mas sem confirmar se estava observando algum jogador em especial.
Compartilhe
Ricardo Duarte/Inter
Ricardo Duarte/Inter

Inter não está dando sorte com os goleiros

Após o titular Danilo Fernandes fraturar o pé no mês passado e o reserva Marcelo Lomba sentir lesão muscular no último domingo, desta vez foi o terceiro goleiro do Internacional quem se machucou. O jovem Keiller lesionou o cotovelo no primeiro jogo da final do Gaúcho, contra o Novo Hamburgo, que terminou empatado por 2 a 2, e foi parar no hospital. A situação preocupa para a finalíssima, já que Danilo ou Lomba deve ter que antecipar o retorno aos gramados.
Compartilhe

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos