10+ dos Estaduais: queda "pastelão" de bandeirinha e casamento no Gre-Nal

Do UOL, em São Paulo

O final de semana dos estaduais teve clássicos de tirar o fôlego, polêmicas de arbitragem, provocações entre rivais e alguns lances dignos de filme pastelão. O UOL Esporte preparou para você uma lista com alguns dos fatos mais curiosos dos jogos de sábado e domingo pelo Brasil.

10+ dos Estaduais

Reprodução
Reprodução

Bandeirinha desaba, mas não perde a pose

Um lance inusitado fez a torcida rir durante o clássico da rodada no Campeonato Pernambucano, no domingo. Numa jogada de lateral, o zagueiro Durval (Sport) acabou empurrando o atacante Alison (Náutico), que por sua vez colocou o bandeirinha Marcelino Castro no chão com uma espécie de carrinho involuntário (o assistente não perdeu a pose e imediatamente se ergueu, assinalando lateral). Mas Alison, por sua vez, só teve motivos para comemorar, já que sua equipe venceu por 2 a 1, assumindo a vice-liderança do Estadual e derrubando a invencibilidade do Leão da Ilha.
Compartilhe
Reprodução
Reprodução

Pedido de casamento durante o Gre-Nal

Se em campo a rivalidade entre Grêmio e Inter esquentou no clássico gaúcho de sábado (empate por 2 a 2), nas arquibancadas da Arena gremista o clima foi de ternura. Shaiane Bernardes, de 20 anos, foi surpreendida pelo noivo Luiz Remor, de 19 anos. Um pedido de casamento acompanhado pelo telão do estádio. Com anel em mãos, o torcedor levou a amada às lágrimas. Era a primeira vez da garota em uma partida de futebol (ela aceitou o pedido, e o casamento será em 13 de janeiro de 2018).
Compartilhe
Reprodução/Twitter
Reprodução/Twitter

Vandalismo de colorados, gozações de gremistas

O deslocamento da torcida do Inter para a Arena do Grêmio no Gre-Nal de sábado não teve qualquer incidente. Mas muito por sorte. Sob olhar dos responsáveis da segurança, aficionados colorados subiram nos ônibus e quebraram janelas. Já do lado gremista, não faltaram provocações sobre a presença do rival na Série B do Brasileiro. Em campo, o clima foi o mesmo. D'Alessandro vibrou com o empate na casa do adversário: "Não teve festa". Já Renato Gaúcho deu uma cutucada: "Eles têm que comemorar. Empataram com um time de Série A".
Compartilhe
Reprodução/TV Globo
Reprodução/TV Globo

Uma ajudinha do apito na golada são-paulina

O São Paulo goleou o Santo André pelo placar de 4 a 1, no domingo, pelo Campeonato Paulista. No entanto, dois gols do clube tricolor foram irregulares. Os erros da arbitragem ocorreram no primeiro e terceiro gols são-paulinos. Cícero abriu o placar, com apenas 5min de jogo, em posição irregular (2,13m adiantado, mais precisamente). Na etapa complementar, aos 30min, a bola desviou no braço de Luiz Araújo antes de chegar às redes [como mostra a foto acima].
Compartilhe
Celso Pupo/Estadão Conteúdo
Celso Pupo/Estadão Conteúdo

Fla-Flu: o melhor jogo de 2017?

Na opinião de Paulo Vinícius Coelho (PVC), blogueiro do UOL, o Fla-Flu de domingo no Engenhão foi o melhor jogo de 2017 no futebol brasileiro. O primeiro tempo eletrizante ajuda a endossar esse ponto de vista. Antes do intervalo, o Fluminense já vencia por 3 a 2, com direito a duas viradas de placar. Na etapa final, Guerrero empatou aos 40min, levando a decisão da Taça Guanabara (1º turno do Estadual do Rio) para as penalidades. O Tricolor enfim levou a taça graças a cobranças perfeitas e aos erros dos rubro-negros Réver e Rafael Vaz.
Compartilhe
NELSON PEREZ/FLUMINENSE F.C.
NELSON PEREZ/FLUMINENSE F.C.

Desabafo do "supercampeão" Abel

A melhor entrevista pós-jogo do Fla-Flu de domingo ficou com Abel Braga. Ainda no gramado do Engenhão, com lágrimas nos olhos, o treinador do Fluminense comemorou o título do primeiro turno com um desabafo contra os críticos: "A emoção é de agradecimento. Resposta. Fiquei um ano em casa por opção minha. Falaram bobagem. É só o 23º título, desculpa. Feliz da vida. Chego 2 horas antes do treino. Satisfação de estar com esses caras. Felicidade pura".
Compartilhe
Reprodução/Corinthians TV
Reprodução/Corinthians TV

Tite emocionado na Arena Corinthians

Na condição de técnico da seleção brasileira, Tite precisa visitar estádios do país para observar jogadores. No sábado, o treinador voltou à Arena Corinthians para acompanhar o clássico entre o time da casa e o Santos, pelo Campeonato Paulista. Pouco antes do começo do segundo tempo, o ex-treinador corintiano se emocionou depois de os torcedores gritarem seu nome nas arquibancadas. No episódio, a transmissão oficial da partida chegou a flagrar o ídolo enxugando os olhos. E Tite deu sorte à ex-equipe, que venceu por 1 a 0, gol de Jô.
Compartilhe

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos