Brasileirão - 2017

7 reforços badalados que esquentaram o banco no Brasileirão

Do UOL, em São Paulo

Eles chegaram com status de grande reforço, mas sequer conseguiram se firmar na equipe titular. Alguns seguem tentando, e outros já cansaram de esquentar banco e saíram em busca de novas oportunidades. Veja a seguir alguns exemplos de que nem sempre a contratação de um nome de peso resolve os problemas do time:

Gazeta Press
Gazeta Press

1

Borja

Maior contratação do Palmeiras para a temporada, o colombiano de R$ 33 milhões foi o destaque do Atletico Nacional no título da Libertadores do ano passado, mas não conseguiu se firmar como titular no time de Cuca.
Gilvan de Souza/ Flamengo
Gilvan de Souza/ Flamengo

2

Conca

Emprestado pelo Shanghai SIPG, da China, chegou sem custos ao Flamengo, que banca parte de seu salário de cerca de R$ 350 mil. Mesmo assim, a expectativa era grande em torno do argentino. Mas, até o começo de outubro, ele jogou apenas três partidas e ficou em campo por míseros 27 minutos.
Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação
Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação

3

Felipe Melo

Em janeiro, o volante chegou com a expectativa de assumir o posto de xerife do Palmeiras, mas a realidade não foi bem assim. Começou como titular sob o comando de Eduardo Baptista, mas perdeu espaço com Cuca, reclamou e chegou a ser afastado. De volta ao grupo, passou a treinar como zagueiro.
Érico Leonan/saopaulofc.net
Érico Leonan/saopaulofc.net

4

Wellington Nem

"A contratação do Wellington Nem é o marco de um novo momento, o início de uma nova empreitada para a formação de uma equipe forte", disse o presidente do São Paulo na chegada do atacante. Mas ele não convenceu a torcida e ainda sofreu com lesões.
Gilvan de Souza/Flamengo
Gilvan de Souza/Flamengo

5

Rômulo

O volante com passagens por Vasco e seleção brasileira rescindiu com o Spartak Moscou no começo do ano para acertar com o Flamengo. Sua contratação foi festejada, mas não rendeu o esperado e ele teve que se contentar com o banco de reservas.
Marcello Zambrana/AGIF/Estadão Conteúdo
Marcello Zambrana/AGIF/Estadão Conteúdo

6

Cícero

Contratado pelo São Paulo no início do ano a pedido de Rogério Ceni, o meia perdeu espaço após desentendimentos com o técnico: primeiro, foi atingido por uma prancheta chutada por Ceni no clássico contra o Corinthians; depois, desagradou o comandante por ter levado o filho ao treino. Com a chegada de Dorival Júnior, teve ainda menos oportunidades, até ser afastado no começo de agosto. No mês seguinte, acertou com o Grêmio.
Ivan Storti/Santos FC
Ivan Storti/Santos FC

7

Cleber

O zagueiro que estava no Hamburgo foi o segundo reforço mais caro do Santos na temporada e chegou para ser titular absoluto. Mas não chegou a ser utilizado pelo técnico Levir Culpi e virou a última opção no setor. Em agosto, foi emprestado para o Coritiba.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos